CBF determina que todas as partidas da rodada deste final de semana do Brasileirão terão um minuto de silêncio em homenagem ao ex-goleiro

Após a confirmação da morte do ex-goleiro Félix , titular do Brasil na Copa do Mundo de 1970, diversas personalidades do futebol lamentaram o ocorrido. Entre eles, dois companheiros de Félix na seleção brasileira da Copa do Mundo de 1970: Clodoaldo e Carlos Alberto Torres.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Acima de tudo, Félix era um ótimo companheiro na seleção brasileira. Estou muito triste com tudo isso. Meus pêsames à família", disse o ex-volante Clodoaldo. "É muito triste, muito chato quando se perde uma pessoa amiga, companheira. Soube há pouco que ele não estava bem de saúde", afirmou Carlos Alberto Torres, capitão do Brasil na Copa de 1970.

Através de sua conta no Twitter, Ronaldo também manifestou tristeza pelo falecimento de Félix. "Meus sentimentos à família deste que foi um grande goleiro!", postou o ex-jogador do Corinthians e da seleção brasileira no microblog.

Leia também: Em nota, ministro do Esporte lamenta morte do goleiro Félix

A Portuguesa, clube em que Félix atuou por mais tempo, também divulgou uma nota de pesar pela morte do ex-goleiro. A Lusa enalteceu os 12 anos em que o ex-jogador atuou pela equipe entre 1956 e 1968.

Em nota publicada no site oficial da CBF, o presidente José Maria Marin manifestou suas condolências pelo ocorrido. "O torcedor brasileiro deve ser eternamente grato pela contribuição que Félix deu à seleção brasileira. É um ídolo do nosso futebol e deixará saudades", disse o mandatário.

A CBF também informou que, neste fim de semana, haverá um minuto de silêncio antes de todas as partidas do Campeonato Brasileiro em homenagem ao ex-goleiro.


*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.