Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Herói em 2005, Ceni vê retorno ao Mundial como uma tarefa distante

São Paulo está distante do G4 do Campeonato Brasileiro e, para goleiro, não será fácil voltar a disputar a Libertadores

Gazeta |

Gazeta Press
Rogério Ceni e Denilsos, remanescentes da campanha de 2005, vão a lançamento de filme

Talvez o principal personagem do São Paulo no título do Mundial de Clubes de 2005, Rogério Ceni reconhece que será difícil a equipe voltar tão cedo a disputá-lo. O goleiro que foi eleito o melhor jogador daquela edição do torneio põe em dúvida até mesmo a vaga para a próxima edição da Copa Libertadores.

São Paulo consegue se recuperar no Brasileirão e voltar à Libertadores? Comente

"Estamos tentando reconstruir essa história, mas temos um longo caminho pela frente. Temos primeiramente que buscar essa vaga, que não é uma tarefa muito fácil, ao que tudo indica, pelo que produzimos até agora", disse o jogador, no lançamento de Soberano 2 , documentário que retrata o feito de sete anos atrás.

Leia mais: Sem Luis Fabiano, São Paulo lança filme 'Soberano 2'

Na final contra o Liverpool, vencida por 1 a 0 com gol de Mineiro, Ceni fez defesas espetaculares - os três gols sofridos foram anulados corretamente pelo árbitro assistente - e se destacou. Para melhorar, balançou a rede uma vez na vitória por 3 a 2 sobre o Al Ittihad, na semifinal. Essa história é lembrada no longa de 90 minutos, com depoimento do goleiro, e contrasta com os últimos anos do São Paulo. Sem vencer um título desde que foi campeão brasileiro em 2008, nesta temporada o time nem sequer disputou a Libertadores, conquistada pelo rival Corinthians, adversário de domingo pelo Campeonato Brasileiro .

Leia ainda:  Rhodolfo fala em 'dar a vida' em campo e usa Santos como inspiração

Com campanha instável e ocupando a sexta colocação, seis pontos abaixo do grupo dos quatro primeiros (região que classifica para o principal torneio continental), a equipe aposta principalmente na Copa Sul-americana para voltar à Libertadores. Para isso, no entanto, precisa do título, tendo se classificado na terça-feira para as oitavas de final.

E mais:  Papo com Ceni resolveu problemas na defesa do São Paulo, diz Rhodolfo

"A gente pode evoluir até o fim do ano e, de uma maneira ou outra, conseguir essa vaga. Para chegar em uma situação como essa (ser campeão mundial), tem que formar um time com pessoas com o mesmo objetivo, que se dediquem com grupo. É uma coisa que tem ser construída a partir do ano que vem", falou.

Do grupo atual, apenas Denilson era seu companheiro em 2005. Então com 17 anos, o volante viajou ao Japão, porém não chegou a entrar em campo em nenhuma das duas partidas. O contrato de Ceni com o clube do Morumbi vai até o fim da temporada. O camisa 1 tricolor, que completará 40 anos em janeiro de 2013, diz ainda não ter pensado na aposentadoria.

Entre para a Torcida Virtual do são Paulo e convide seus amigos

Leia tudo sobre: rogério cenisão paulo

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG