3 a 3 em La Bombonera deixa situação completamente indefinida para o duelo de volta

Boca Juniors e Independiente, dois dos maiores campeões do continente, se enfrentaram pela Copa Sul-Americana em clássico argentino realizado na noite desta quarta-feira. Em jogo emocionante, os donos da casa suportaram a pressão com um jogador a menos, mas cederam o empate por 3 a 3 no último lance, em cobrança de pênalti do ex-cruzeirense Ernesto Farías em La Bombonera lotada.

Quem avança: Boca Juniors ou Independiente? Deixe seu palpite!

Em vantagem para o jogo de volta, o Independiente tenta seu segundo título na competição, tendo conquistado o primeiro em 2010, sobre o Goiás. Já o Boca vai atrás do tricampeonato, depois de ter vencido as edições de 2004 e 2005. A hegemonia do time de Buenos Aires na Sul-americana "responde" os sete títulos conquistados pelo Independiente na Copa Libertadores da América.

Somoza comemora gol do Boca Juniors. Independiente, porém, empatou na Bombonera
AP
Somoza comemora gol do Boca Juniors. Independiente, porém, empatou na Bombonera

O jogo
Jogando em La Bombonera, o Boca teve dificuldades para superar a forte marcação do time de Avellaneda, mas conseguiu sair na frente com Santiago Silva. O centroavante uruguaio aproveitou vacilo da defesa visitante e abriu o placar aos 16 minutos. Homenageados pela diretoria xeneize pelos serviços prestados, o lateral Morel Rodríguez e o meia colombiano Vargas comandavam o Independiente em busca do empate. Apenas aos 44min, porém, o gol saiu. O atacante argentino Vidal cruzou e o paraguaio Santana completou para as redes.

VEJA:  "Imortal", Grêmio marca no fim, elimina Coritiba e avança na Copa Sul-Americana

No lance seguinte, no entanto, La Bombonera voltou a explodir. O volante Somoza arriscou de longe e marcou um golaço, recolocando o Boca na liderança do placar. Para manter o ritmo da primeira etapa, o Independiente não deixou barato e deixou tudo igual novamente, dessa vez pelos pés do meia Rosales.

Além do gol, os vermelhos se motivaram ainda mais após a expulsão do zagueiro Schiavi, mas foram brecados pela ótima atuação do goleiro D’Angelo. Com o panorama desfavorável, o Boca conseguiu reagir, com belo gol de falta do meia Sánchez Miño. D’Angelo seguiu garantindo a vitória xeneize até que o lateral Clemente Rodríguez cometeu pênalti no atacante Leguizamón. Na cobrança, Farías não desperdiçou e definiu o empate na capital argentina. Na próxima semana, o Independiente joga em Avellaneda podendo empatar até por 2 a 2.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.