Italianos e Portugueses ficaram no empate no jogo de ida dos playoffs da Liga dos Campeões da Europa

A Udinese esteve perto de voltar para a Itália com um grande resultado na bagagem no jogo de ida dos playoffs da Liga dos Campeões. Nesta quarta, o time italiano, que tem entre os seus titulares os brasileiros Danilo e Williams, além do colombiano Pablo Armero, ex-Palmeiras, saiu na frente do Braga, mas não suportou a pressão da equipe portuguesa e cedeu o empate em 1 a 1, após belo gol do lateral esquerdo Ismaily.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Maurizio Domizzi, da Udinense, sofre carrinho de Marcio Mossoro no empate entre as duas equipes
AP
Maurizio Domizzi, da Udinense, sofre carrinho de Marcio Mossoro no empate entre as duas equipes

Dominada desde o início da partida, a equipe italiana chegou ao seu gol com o zagueiro sérvio Dusan Basta, de cabeça, após cruzamento preciso em cobrança de falta de Di Natale, aos 23 minutos do primeiro tempo.

Com maior posse de bola, a equipe da casa rapidamente se recuperou do golpe e voltou a atacar a Udinese. Aos 30, Hugo Viana arriscou de longe para a boa defesa de Brkic.

Leia mais:  Programa de voluntários da Copa de 2014 recebe 37 mil inscrições em um dia

Os chutes de longa distância pareciam ser a melhor opção para o Braga - com a Udinese jogando no contra-ataque e bem armada na marcação, o time português não conseguia a infiltração na área rival. Ismaily, aos 12 do segundo tempo, chutou da esquerda, oferecendo perigo ao goleiro Brkic.

Confira ainda:  Juventus denuncia "caça às bruxas" após confirmação da pena de Antonio Conte

À Udinese coube apenas aproveitar as brechas na marcação dadas pela equipe portuguesa. Aos 15, Pereyra, de cabeça, e Di Natale, no rebote, viram o goleiro Beto fazer dois verdadeiros milagres para salvar o Braga.

Sete minutos depois, o inevitável aconteceu. Em novo chute de fora da área, Ismaily acertou o ângulo de Brkic, que nada pode fazer. A bola ainda acertou o travessão antes de morrer no fundo das redes.

O gol animou os donos da casa. Esbarrando na boa marcação dos italianos, porém, o Braga só voltou a assustar a Udinese em novo chute de longa distância, com Rubén Micael, bem defendido por Brkic, destaque de sua equipe na partida.

Menos tradicional que Braga e Udinese, o "novo rico" Málaga venceu o Panathinaikos, outro importante clube do cenário europeu, por 2 a 0, gols de Demichelis e Eliseu. O resultado permite à equipe espanhola perder por até um gol de diferença na partida de volta, na Grécia.

Inspirado no compatriota APOEL, equipe do Chipre que chegou nas quartas de final da última edição da Liga, o Limassol bateu o Anderlecht por 2 a 1 e tem a vantagem do empate no jogo da volta, na Bélgica.

Quem também aproveitou o fator casa para sair na frente na busca por vaga na fase de grupos da principal competição europeia foram BATE Borisov e Dinamo de Zagreb. Enquanto a equipe bielo-russa bateu o Ironi Kiryat Shmona, de Israel, por 2 a 0, o Dinamo fez 2 a 1 nos eslovenos do Maribor. Destaque para o meio-campista Milan Badelj, que empatou a partida para o Maribor, com um gol contra, mas redimiu-se colocando a equipe de Zagreb novamente à frente, aos 30 minutos do segundo tempo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.