Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Para manter média de títulos, Santos abre Recopa visitando a La U

O goleiro Rafael acredita que a partida contra a La U terá uma atmosfera parecida com a que é vivida em jogos da Copa Libertadores

Gazeta |

Desde 2010, o Santos tem fechado as suas temporadas com pelo menos dois títulos por ano. Campeão paulista desta temporada, o time da Vila Belmiro tem a oportunidade de vencer a Recopa Sul-Americana e garantir a média de duas taças conquistadas por ano. Para isto, os santistas iniciam a decisão do torneio enfrentando a Universidad do Chile, nesta quarta-feira, a partir das 22 horas (de Brasília), no Estádio Nacional de Santiago.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Focado na disputa de mais um troféu, o goleiro Rafael acredita que a partida contra a La U terá uma atmosfera parecida com a que é vivida em jogos da Copa Libertadores da América. "A gente está acostumado com este clima e o ambiente de um confronto internacional deste porte. É como se fosse Libertadores, mas é uma final", disse o camisa 1.

Divulgação
Neymar e André estão confirmados na Recopa


O Santos vai a campo neste confronto com dois desfalques. O veterano lateral esquerdo Léo, com uma lesão na panturrilha esquerda, não viajou para a capital chilena. Já o volante Henrique segue com dores no púbis e, mais uma vez, foi vetado pelo departamento médico do clube.

Leia mais:  Capitão Edu Dracena acompanhará Recopa ao lado de torcedores em bar

Com isto, Juan recebe nova oportunidade na ala-esquerda. Enquanto que Adriano será mantido no meio, ao lado de Arouca, com o argentino Patrício "Patito" Rodríguez e Paulo Henrique Ganso no setor de criação.

Mas a principal esperança santista para conseguir um bom resultado em Santiago é o atacante Neymar. O camisa 11 do Santos prometeu empenho total para que o time da Vila Belmiro possa erguer mais uma taça internacional.

Veja também:  Pelé desdenha de Maradona e Messi e diz que Neymar pode ser melhor

"É um grande torneio e só sei que temos que vencer. Com a Recopa, nós temos a chance de conquistar mais um título importante e fazer história no Santos", comentou a Joia. No lado da Universidad do Chile, o potencial de Neymar em desequilibrar um jogo é motivo de atenção para a equipe. O capitão da La U, o zagueiro José Rojas, acredita que o seu time precisa vigiar de perto os passos do atacante para não ser surpreendido dentro de casa. "O Neymar é uma figura de Seleção. É um grande jogador e devemos evitar que ele, com toda a sua capacidade, jogue livre", receitou Rojas.

Entretanto, não é apenas Neymar que chama a atenção dos chilenos. Jorge Sampaoli, técnico da Universidad do Chile, teceu inúmeros elogios ao Alvinegro Praiano, ao classificá-lo como um dos conjuntos mais fortes do futebol mundial.

E mais:  "Deito e durmo tranquilo", diz "mau exemplo" Neymar após críticas de Tite

Sampaoli, inclusive, crê que a sua equipe terá mais dificuldades contra o Santos do que quando teve ao encarar o Boca Juniors (Argentina), nas semifinais da última Libertadores. "O Santos vai ser muito mais difícil do que o Boca. Eles têm um dos melhores times do mundo e acho que vamos jogar contra aquele que é, ofensivamente falando, o melhor time das Américas", ponderou.

Apesar disto, o treinador argentino da La U também se mostrou preocupado com a Joia santista. "Neymar é, individualmente, um dos melhores do mundo, junto com Messi e Cristiano Ronaldo", exaltou. Vale lembrar que a Recopa reúne os vencedores da Copa Libertadores e da Copa Sul-Americana do ano passado. Depois do embate em Santiago, os dois clubes voltam a medir forças e decidem o torneio no dia 26 de setembro, no Pacaembu.

FICHA TÉCNICA
UNIVERSIDAD DO CHILE X SANTOS

Local: Estádio Nacional, em Santiago (Chile)
Data: 22 de agosto de 2012, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Nelson Pitana (Argentina)
Assistentes: Ricardo Casas e Hernán Maidana (ambos da Argentina)

UNIVERSIDAD DO CHILE: Johnny Herrera; Albert Acevedo, Osvaldo González, José Rojas e Eugenio Mena; Matías Rodríguez, Sebastián Martínez, Charles Aránguiz e Guillermo Marino; Enzo Gutiérrez e Gustavo Lorenzetti
Técnico: Jorge Sampaoli

SANTOS: Rafael; Bruno Peres, Bruno Rodrigo, Durval e Juan (Gérson Magrão); Adriano, Arouca, Patito Rodríguez e Paulo Henrique Ganso; Neymar e André
Técnico: Muricy Ramalho

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG