Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Criciúma bate o Avaí em clássico e retoma a ponta provisória da Série B

O atacante Zé Carlos marcou os dois gols e garantiu a vitória do Criciúma no clássico catarinense da Série B

Gazeta |

O Heriberto Hülse recebeu um público respeitável nesta terça-feira e abrigou um grande duelo entre os rivais Criciúma e Avaí. Apesar dos problemas com a iluminação e o atraso de 17 minutos no início do clássico catarinense, o torcedor do Tigre que compareceu em peso ao estádio não se decepcionou com o seu time e viu o artilheiro Zé Carlos recolocar a equipe na liderança da Série B com os dois gols marcados na vitória por 2 a 0 sobre o Leão.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Gazeta Press
Criciúma levou a melhor no clássico catarinense e venceu o Avaí

O triunfo do Criciúma deixa o clube com 42 pontos e permite sua nova escalada ao topo da tabela. O primeiro lugar, no entanto, poderá ser tomado pelo Vitória, que contabiliza 41 pontos e fará o seu jogo da rodada na próxima sexta-feira. O Avaí, por sua vez, teve sua sequência de seis jogos de invencibilidade interrompida e ficou estagnado na parte intermediária da tabela, com 30 pontos.

Leia mais:  Ipatinga vence duelo mineiro contra o América-MG na Série B

O jogo
O clássico não começou bem para nenhum dos dois times, mas teve um primeiro tempo que correspondeu às expectativas do torcedor nos minutos que se seguiram. Com o Heriberto Hülse inteiro tomado por suas cores, o Criciúma tomou a iniciativa e levou perigo aos seis minutos. Após chute prensado de Zé Carlos, Lucca tomou a bola dentro da área e chutou para boa defesa do goleiro Diego.

O lance animou os adeptos da equipe mandante e lançou o Tigre ao ataque. Mesmo sem grande qualidade técnica na frente, os donos da casa mantinham a posse da bola no setor ofensivo e voltariam a assustar aos 16 minutos de jogo. Ao cobrar falta direta para o gol, Zé Carlos tirou tinta do travessão adversário e lançou por cima do travessão de Diego.

Confira ainda:  Após gol contra e pênalti perdido, Guaratinguetá derrota o Barueri

A partida continuava com a superioridade do Criciúma, mas não emplacava grandes lances na etapa inicial. Ciente de que precisaria mudar este panorama para levar o Avaí ao triunfo, Cleber Santana acertou um belo passe de calcanhar para Laércio, aos 24. O atacante, entretanto, não conseguiu prosseguir com a jogada. Dois minutos depois, os anfitriões responderam e Fransérgio cabeceou muito perto da meta rival.

O Criciúma ainda subiria mais uma vez ao ataque e exigira atenção de Diego em seu gol. O arqueiro precisou se posicionar bem para evitar que o chute de Zé Carlos, aos 35, terminasse no fundo das redes. O Avaí, por sua vez, abusava das faltas e recebia seguidos cartões amarelos. Quando conseguiu colocar a bola no chão e sair para o ataque, o time exigiu a intervenção da zaga antes que o cruzamento de Diogo Acosta pudesse ser concluído.

Após reclamações pelo lado do Avaí e o pedido de paciência feito pelo técnico Paulo Comelli, do Criciúma, o segundo tempo da partida teve início favorável para o Tigre. A equipe iniciou a etapa complementar imprimindo velocidade e desceu pelo lado direito com Ezequiel. O jogador cruzou na medida para que Kléber acertasse um lindo chute de primeira, obrigando o goleiro Diego a cair firme para não dar rebote no lance.

A resposta do Avaí foi praticamente imediata. O time veio em contra-ataque com Diogo Acosta e levou perigo após Bruno concluiu a jogada para fora. A sequência da segunda etapa, entretanto, não trouxe boas oportunidades e foi empolgar os torcedores apenas aos 19 minutos. Livre de marcação, Ezequiel se mandou pela direita e soltou uma pancada que Diego tratou de defender.

Sem converter as chances que criava em gols, o Criciúma se complicava na marcação e dava espaço para que o Avaí pudesse trabalhar a bola com mais qualidade. Porém, a penetração da equipe na área adversária era frágil e impedia que boas oportunidades assustassem o goleiro Michel Alves. Encurralado, o Leão catarinense apostou no chute de fora da área do meia Cleber Santana. Aos 27, o atleta emplacou boa finalização e obrigou o arqueiro a espalmar o tiro que atingiria o seu ângulo.

O susto levado nesta etapa do confronto fez com que o Tigre acordasse e usasse o seu bom preparo físico para confundir a zaga do Avaí. Após arrancada pelo lado esquerdo, a bola cruzada rasteira carimbou na marcação e provocou um verdadeiro bate e rebate na área. Sem conseguir se livrar da confusão, os defensores do Leão viram Zé Carlos chutar mascado e vencer a forte barreira que se posicionava à frente da meta de Diego.

Antes apagado na segunda etapa do clássico, Zé Carlos resolveu acordar nos minutos finais e decretou a vitória do Criciúma com mais um gol. O jogador se posicionou em frente ao gol de Diego e esperou o goleiro rebater o chute de Gilmar para empurrar livre de marcação. Além de conduzir o time a outra importante vitória no Brasileiro da Série B, o tento levou o atacante aos 18 na competição e o manteve isolado na artilharia da competição.

FICHA TÉCNICA
CRICIÚMA 2 x 0 AVAÍ

Local: estádio Heriberto Hulse, em Criciúma-SC
Data: 21 de agosto de 2012, terça-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Edmundo Alves do Nascimento
Assistentes: Rosnei Hoffman Scherer e Eberval Lodetti
Cartões Amarelos: Ezequiel, Fransérgio, Marlon e Válber (Criciúma); Jaílton, Rodrigo Thiesen e Diogo Acosto (Avaí)

GOLS:
CRICIÚMA: Zé Carlos, aos 30 e aos 38 minutos do segundo tempo

CRICIÚMA: Michel Alves; Ezequiel, Matheus Ferraz, Nirley e Marlon; Diego Oliveira, Fransérgio (Elias), Kléber e André Gava (Válber); Lucca (Gilmar) e Zé Carlos.
Técnico: Paulo Comelli

AVAÍ: Diego; Arlan, Renato Santos, Leandro Silva (Jaílton) e Julinho; Bruno Silva, Diogo Orlando (Ronaldo Capixaba), Rodrigo Thiesen e Cleber Santana; Diogo Acosta e Laércio (Fellipe Alves).
Técnico: Hemerson Maria

Leia tudo sobre: CriciúmaAvaísérie b 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG