Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Índio critica arbitragem e L. Damião alfineta: “Fica para o Gre-Nal"

Jogadores reclamaram de pênalti marcado no final da partida, o que garantiu o empate no estádio do Canindé

Gazeta |

Depois do empate com a Portuguesa , por 1 a 1, na noite deste domingo, em São Paulo, o zagueiro Índio e o lateral Nei criticaram a arbitragem, que marcou um pênalti para a Lusa faltando dez minutos para o término do jogo. Marcelo Cordeiro bateu alto no meio e o goleiro Muriel não conseguiu fazer a defesa.


Deixe sua mensagem e comente a notícia com outros torcedores

"Nós jogamos bem, mas, infelizmente, saímos daqui com o empate. Mas nós temos que ver direito se foi pênalti mesmo", disse Nei. "Toda vez que existe alguma dúvida, eles (árbitros) jogam contra nós. O cara se jogou e o juiz deu pênalti", lamentou Índio, que fez a falta em Diego Viana dentro da grande área.

Leandro Damião preferiu exaltar a atuação do goleiro Dida , "por quem tem uma grande admiração". O atacante também avaliou o seu retorno à equipe depois de longo tempo fora com a seleção brasileira , que disputava amistosos internacionais e as Olimpíadas de Londres, na Inglaterra. Damião, por fim, já focou o clássico Gre-Nal no próximo final de semana.

VEJA AS IMAGENS DOS JOGOS DESTE DOMINGO PELO CAMPEONATO BRASILEIRO:


"A Portuguesa tem um time aguerrido e ofereceu muitas dificuldades ao Inter, que costuma ir atrás. Não conseguimos. O Dida estava em um dia inspirado. Ele é um goleiro que eu admiro demais. O meu retorno foi bom. Tive sorte de ir bem na seleção. Agora volto a representar o Inter e a correr atrás. A vitória fica para o Gre-Nal", analisou Damião.

Relembre a história do Brasileirão, de 1971 a 2011, no infográfico do iG

O técnico Fernandão, que mudou o esquema tático da equipe no intervalo, foi outro que lamentou a penalidade máxima. "Nós crescemos no segundo tempo. Infelizmente aconteceu o pênalti da maneira como foi", disse o treinador, que deu a receita que os seus comandados precisam para a sequência: "Nós precisamos ter mais velocidade", finalizou.

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG