Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Flamengo derrota o Vasco com gol de Love e continua reação no Brasileiro

Equipe da Gávea venceu por 1 a 0, reagiu no campeonato e já é a nona colocada na tabela de classificação

Gazeta |

O Flamengo continua em recuperação no Campeonato Brasileiro . Em partida disputada na noite deste domingo, no Engenhão, o time da Gávea derrotou o Vasco por 1 a 0, gol marcado por Vágner Love , no primeiro tempo, se aproveitando de uma falha do goleiro Fernando Prass. O clube, que venceu três dos últimos quatro jogos, subiu para a nona posição com 25 pontos ganhos, deixando o rival, que completou sua terceira partida sem vitória, na terceira colocação com 35 pontos ganhos.

Vipcomm
Vagner Love comemora o gol que garantiu a vitória ao Flamengo

Deixe sua mensagem e comente a notícia com outros torcedores

O resultado acabou fazendo justiça à maior objetividade do Flamengo, que soube aproveitar a oportunidade para definir a partida. O Vasco teve um desempenho bastante irregular e nas poucas vezes em que conseguiu concluir, o goleiro Felipe apareceu com destaque.

Confira a classificação atualizada do Campeonato Brasileiro

Na próxima rodada, o Flamengo enfrentará o Botafogo enquanto o Vasco terá o Fluminense pela frente.

VEJA AS IMAGENS DO CAMPEONATO BRASILEIRO NESTE DOMINGO:

O jogo

O Vasco começou a partida marcando a saída de bola do Flamengo para bloquear a troca de passes da equipe rubro-negra, mas foi o Flamengo que criou a primeira jogada de perigo aos três minutos, quando Luiz Antonio se aproveitou de espaço na defesa vascaína e mandou a bomba para fora. Vágner Love, livre na área, esperava o passe. A resposta do Vasco veio em ótima jogada de Éder Luis, que driblou Ramon e cruzou, mas Luiz Antonio fez o corte e aliviou o perigo. O Vasco forçava as jogadas pela direita com Éder Luis e Auremir, enquanto William Matheus ficava mais preso à marcação para conter as investidas de Léo Moura.

Aos 11 minutos, Éder Luis se livrou de Ramon com muita facilidade, mas errou ao tentar o cruzamento e a bola acabou saindo. O time dirigido por Dorival Júnior tentava aproveitar as subidas dos apoiadores Juninho Pernambucano e Felipe para tentar surpreender o meio-campo vascaíno em jogadas de velocidade. Aos 15 minutos, Thomás arrancou pela esquerda e lançou Renato Abreu mas o cruzamento acabou bloqueado.

Depois dos 15 minutos, o Vasco recuou sua marcação e a providência fez o Flamengo perder o espaço que tinha para manobrar em velocidade.

Aos 19 minutos, Éder Luis arrancou da ponta para o meio e o atacante vascaíno foi derrubado por Marco González na entrada da área. Juninho cobrou a falta, mas mandou a bola para bem longe do gol defendido por Felipe.

Relembre a história do Brasileirão, de 1971 a 2011, no infográfico do iG

Aos 24 minutos, após troca de passes na defesa do Vasco, Dedé falhou ao tentar dominar a bola, Negueba ficou com ela, mas sua conclusão foi bloqueada pelo zagueiro que se recuperou da falha e depois pediu desculpas aos companheiros.

Os dois times cometiam muitas faltas. Em 30 minutos de partidas, quatro cartões amarelos já haviam sido mostrados.

Aos 31 minutos, após cruzamento de Juninho Pernambucano, Dedé cabeceou e Felipe teve que salvar duas vezes para evitar que a bola entrasse. No minuto seguinte, Felipe lançou Wendel que bateu de fora da área e obrigou o goleiro do Flamengo a se esticar todo para mandar a bola para escanteio. O Vasco dominava a partida e, aos 35, Juninho cobrou falta do lado direito da intermediária e quase surpreendeu arqueiro rubro-negro.

No time da Gávea, o meio-campo não funcionava porque Renato Abreu e Thomás pouco participavam do jogo, mas o Flamengo acabou marcando o primeiro gol do clássico aos 38 minutos. O lateral Ramon fez boa jogada individual e chutou rasteiro. O goleiro Fernando Prass soltou a bola e Vágner Love entrou em velocidade para aproveitar o rebote e marcar seu nono gol na competição.

O Vasco voltou para o segundo tempo com Carlos Alberto no lugar de Felipe numa tentativa de se tornar mais agressivo. E logo no primeiro minuto, o time de São Januário ameaçou em chute forte do zagueiro Dedé que abandonou a zaga para concluir a jogada. A resposta do Flamengo veio numa avançada pela esquerda de Renato Abreu, que driblou Juninho na linha de fundo, mas a bola foi bloqueada pela zaga.

Aos dez minutos, Carlos Alberto mandou uma bomba na entrada da área e o goleiro Felipe espalmou para escanteio. O time da Gávea se aproveitava dos espaços concedidos pelo Vasco para armar jogadas em velocidade. E aos 11 minutos, Thomás arrancou pela esquerda, se livrou de Auremir e mandou rasteiro, obrigando Fernando Prass a fazer uma defesa difícil.

O Vasco desperdiçou outra chance para empatar aos 15 minutos, quando Juninho cobrou escanteio, e o goleiro Felipe saiu mal, mas teve tempo de se recuperar após Carlos Alberto concluir a sobra sem força suficiente para colocar a bola nas redes.

O Flamengo controlava a partida, bloqueando as avançadas do Vasco e esticando bolas para Negueba e Vágner Love, que buscavam espaços nas costas dos zagueiros vascaínos. Éder Luis pediu para sair e Cristovão colocou o atacante Pipico, ex-Bangu, para formar dupla com Alecsandro.

Dorival Júnior trocou Thomás por Adryan que entrou com a mesma função do companheiro, caindo na esquerda para aproveitar as subidas do lateral Auremir.

A partida caiu demais de ritmo já que o Flamengo apenas defendia o resultado e o Vasco não mostrava força para entrar na defesa da equipe rubro-negra. E Dorival ainda reforçou ainda mais o sistema defensivo colocando o volante Muralha no lugar do atacante Negueba.

Aos 38 minutos, Léo Moura perdeu uma chance inacreditável. Adryan fez ótima jogada pela esquerda e fez um passe na medida para o lateral que, praticamente dentro do gol, se atrapalhou com a bola e deixou que ela escapasse pela linha de fundo.

Nos minutos finais, o Vasco pressionou em busca do gol de empate mas não conseguiu mais criar chances concretas para ameaçar o gol defendido por Felipe. No minuto final, o Flamengo ainda teve a chance de ampliar mas Fernando Prass defendeu um chute de Adryan no último lance da partida.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 1 X 0 VASCO

Local: Estádio João Havelange, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 19 de agosto de 2012, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília) 
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Rodrigo Pereira Jóia e Ediney Guerreiro Mascarenhas (ambos do RJ)
Público: 15.459 pagantes
Cartões amarelos: Marcos González, Negueba, Adryan e Léo Moura (Flamengo); Felipe, Nilton, Alecsandro e Carlos Alberto (Vasco)
Gol: FLAMENGO: Vágner Love, aos 38 minutos do primeiro tempo

FLAMENGO: Felipe; Leonardo Moura, Welinton, Marcos González e Ramon (Deivid); Victor Cáceres, Luiz Antônio, Renato Abreu e Thomás (Adryan), Negueba (Muralha) e Vágner Love Técnico: Dorival Júnior

VASCO: Fernando Prass; Auremir, Dedé, Douglas e William Matheus; Nilton, Wendel (Eduardo Costa), Juninho Pernambucano e Felipe (Carlos Alberto); Eder Luís (Pipico) e Alecsandro Técnico: Cristóvão Borges

Leia tudo sobre: brasileirão 2012flamengovascovagner loveclássicoengenhão

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG