Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Três jogos após liberação pela CBF, Paulo Assunção ainda joga pouco no São Paulo

Técnico Ney Franco havia prometido que volante seria usado de imediato, mas jogador contratado do Atletico de Madri ainda não completou 90 min pelo time

Gazeta |

Vipcomm
Paulo Assunção jogou apenas 62 minutos pelo São Paulo

Foram duas semanas até o São Paulo conseguir regularizar Paulo Assunção na Confederação Brasileira de Futebol. Período em que o técnico Ney Franco avisou: assim que estivesse liberado, o volante seria utilizado "de imediato". Três jogos depois, o cenário é outro, e ele soma menos de 90 minutos em campo.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O jogador de 32 anos contratado do Atlético de Madrid totaliza, na realidade, 62 minutos com a camisa são-paulina, sendo 24 na segunda etapa da derrota para o Fluminense e os 38 finais do revés para o Náutico - em duelo intermediário, contra o Grêmio, permaneceu o tempo todo no banco de reservas do Morumbi.

Leia mais: Santos diz ter recusado tentativa do São Paulo de contratar Ganso

A ideia inicial de Ney Franco era escalá-lo a fim de dar maior liberdade a Denilson, mas o outro titular do meio-campo vem sendo Maicon, contrariando os apelos anteriores da comissão técnica para que a diretoria contratasse um volante e suprisse lacuna deixada por Wellington, em recuperação de cirurgia no joelho esquerdo desde fevereiro deste ano.A explicação para a não utilização de Paulo Assunção pode vir do esquema tático 3-5-2 - retomado para reforçar o atualmente frágil sistema defensivo -, já que o jogador está bem fisicamente, até por ter participado de boa parte da pré-temporada do Atlético e de ter treinado duas semanas antes de estrear, no meio da semana passada.

Veja também: Bruno Uvini recebe folga no São Paulo e espera propostas de clubes italianos

"Estou preparado para jogar", disse o jogador, em entrevista ao site oficial do clube, em 26 de julho, dia de seu primeiro dia de trabalho com o resto do elenco, no CT da Barra Funda.

Ainda sem ter estreado como titular, Paulo Assunção vê Wellington cada vez mais próximo do retorno aos gramados. O jovem formado nas divisões de base do clube está recuperado clinicamente e tem treinado com os preparadores físicos muitas vezes em dois períodos, como fez na quinta-feira.

E ainda: São Paulo confia na volta de Lucas para afastar princípio de crise

Na manhã desta sexta, Ney Franco ensaia a escalação que vai a campo no sábado, diante da Ponte Preta, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. Como a equipe não vive boa fase e vem de três tropeços, fica difícil saber se Paulo Assunção será mais uma vez só opção ou se o treinador, não exatamente de imediato, arriscará fazer mudanças na formação inicial.

Entre para a torcida virtual do São Paulo:

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG