Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

'Não fazemos parte do Mensalão', se irrita Ney Franco após críticas ao São Paulo

Técnico se exaltou depois da derrota para o Náutico fora de casa e fez questão de ressaltar que São Paulo segue trabalhando para reagir e espera 'bons ventos' no returno

iG São Paulo - com Gazeta Esportiva |

Futura Press
São Paulo perdeu para o Náutico na noite de quarta-feira pelo Campeonato Brasileiro

Os ânimos ficaram exaltados no São Paulo depois de mais uma derrota no Campeonato Brasileiro. Na noite de quarta-feira, o time perdeu para o Náutico fora de casa por 3 a 0 e o técnico Ney Franco se irritou em entrevista. 

Deixe seu recado e comente com outros torcedores

"Não estamos fazendo nada de errado, não fazemos parte do Mensalão (esquema de compra de votos de parlamentares, no governo de Luiz Inácio Lula da Silva, que vem sendo julgado agora pelo Supremo Tribunal Federal), não estamos roubando ninguém. Estamos todos os dias no CT, tentando fazer ajustes no time, e podemos sair na rua de cabeça erguida", rebateu.

Leia mais:  Denilson se envergonha por 3 a 0 e cobra reação urgente do São Paulo

Ney Franco ainda fez questão de lembrar o trabalho feito no São Paulo. "Estamos passando por um momento de turbulência, mas somos dignos do salário que recebemos, de trabalhar em uma equipe grande como o São Paulo. Tanto eu quanto os atletas", argumentou o ex-treinador de base da seleção brasileira.

E ainda:  Gol contra de Ceni faz defesa do São Paulo ter pior média em sete anos

"Se eu percebesse que (o time) tivesse entregado o jogo, não tivesse se movimentado, feito corpo mole, aí sim poderia ser chamado de vergonha. Não existe vergonha nem para a comissão técnica, nem para os jogadores. Estamos tentando honrar ao máximo a camisa do São Paulo. Infelizmente, o momento é de turbulência", concluiu.

Leia também:  Rogério Ceni fala pouco e não comenta gol contra

São Paulo já soma três derrotas consecutivas, um total de cinco em nove jogos pelo Brasileirão. Ney Franco, que chegou na equipe já durante o torneio, já perdeu a cabeça outras vezes com as críticas que recebe desde o começo de seu trabalho. Logo na estreia, após o 1 a 1 com o Palmeiras, no qual o São Paulo cedeu o empate e quase perdeu, mesmo com um jogador a mais, ele fez questão de levantar seu currículo profissional para justificar sua contratação pelo clube paulista.

Veja fotos da rodada do Brasileirão:


O São Paulo busca, agora, retomar estabilidade no sábado à noite, em duelo com a Ponte Preta, no Morumbi. Até lá, segue com apenas 25 pontos conquistados em 17 rodadas, distante da zona de classificação para a próxima edição da Copa Libertadores.

Ney Franco espera um desempenho melhor da equipe no segundo turno do Brasileirão."Quem sabe os ventos não estejam a nosso favor no segundo turno", disse. Depois da Ponte, São Paulo fecha o turno no clássico contra o Corinthians, no Pacaembu.

"Para conseguirmos uma classificação para a Libertadores dentro do Brasileiro (há possibilidade de vaga com título da Copa Sul-americana), já está retardada nossa reação, embora eu venha falando dos problemas de ajustes da equipe. Mas esses resultados estão vindo em momento certo. Contra a Ponte, é o princípio básico de fazer valer o mando de campo, de fazer três pontos", comentou. 

"Está encaminhada, mas ainda não concluída a classificação. Depois do jogo contra o Bahia, se confirmarmos a classificação, começa a clarear para enfrentarmos o Corinthians e finalizarmos o primeiro turno bem", torce Ney Franco, que, em dez jogos no comando da equipe, venceu quatro, empatou um e perdeu cinco.

Entre para a torcida virtual do São Paulo e convide seus amigos

Leia tudo sobre: ney francosão paulobrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG