Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Márcio Araújo confirma que João Vitor chegou embriagado em treino

Nome era mantido em sigilo pela diretoria. Volante diz que outros atletas do grupo já fizeram o mesmo

Gazeta |

O vice-presidente de futebol do Palmeiras , Roberto Frizzo, e o auxiliar técnico Flávio Murtosa fizeram de tudo para negar, mas Márcio Araújo acabou deixando escapar o que já era evidente: João Vitor é o jogador que chegou embriagado ao treino de segunda-feira e, por isso, não foi relacionado nem para se concentrar para o jogo dessa quarta-feira, contra o Flamengo .

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Gazeta Press
João Vitor já viveu outras polêmicas no Palmeiras e chegou a ser agredido por torcedores

"O João Vitor está bem. Todos erram", disse Márcio Araújo à rádio Capital  ao deixar os vestiários da Arena Barueri logo depois da vitória alviverde por 1 a 0 . Devido às condições que se apresentou em treino fechado para a imprensa na tarde de segunda-feira, João Vitor foi impedido de trabalhar e multado em parte de seu salário. Mas o colega que tornou público seu nome pede apoio ao atleta.

Leia mais: Após confirmação de atleta embriagado no Palmeiras, João Vitor fica fora de jogo

"Não adianta vir aqui crucificá-lo ou o torcedor pegar no pé quando ele voltar a jogar. Se for para crucificar, é para crucificar todos porque todos estão no mesmo barco", discursou Márcio Araújo, avisando que João Vitor não é o único a ter passado por isso.

Veja mais: Valdivia veste camisa do Flamengo na saída de campo e torcida xinga

"Talvez ele seja marcado hoje, mas outras pessoas fizeram isso também e ninguém fala. É claro, é muito mais fácil falar só de um jogador do que de um grupo todo", argumentou. João Vitor já teve um episódio em que foi agredido por membros de organizadas no ano passado e o caso gerou discussão que causou o rompimento definitivo entre Kleber, hoje no Grêmio, e Luiz Felipe Scolari.

O jogador, titular na conquista da Copa do Brasil, está envergonhado. "Claro que a vergonha é muito mais do jogador, sabemos das coisas que acontecem. Mas o João Vitor não é culpado de nada, não. Todos são culpados pelas coisas que acontecem no clube. E todos erram na vida’, defendeu Márcio Araújo.

E ainda: Em jogo cheio de cartões, Palmeiras vence o Fla e deixa a degola

Ao falar do assunto, Murtosa, que deu entrevista coletiva e comandou o time à beira do campo porque Felipão cumpriu suspensão imposta pelo STJD, considerou o caso um "problema interno". Internamente, porém, não há problema segundo Márcio Araújo. "Não mexeu de forma nenhuma. Não é uma situação dessa que vai tirar nosso foco do Campeonato Brasileiro", assegurou o atleta.

Ajude o time do Palmeiras a subir no ranking da Torcida Virtual

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG