Tamanho do texto

Equipe baiana chegou a 16 pontos no Brasileirão e consegue respirar na tabela. Já os paulista estacionam na zona intermediária

O técnico Caio Júnior finalmente se livrou da sina que o acompanhava neste Brasileiro e colocou um fim à sequência negativa de quatro jogos sem vitória na competição. Nesta quarta-feira, o Bahia conseguiu segurar a pressão depositada pela Ponte Preta no estádio Moisés Lucarelli, e deixou Campinas com uma importante vitória por 2 a 0.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Com a vitória sobre a Macaca, o Esquadrão dá uma ligeira respirada no Brasileiro e chega aos 16 pontos. Já os ponte-pretanos seguem na parte intermediária da tabela, com 20 pontos. Na próxima rodada, a equipe baiana irá enfrentar o Náutico, no estádio dos Aflitos, enquanto o técnico Gilson Kleina tentará reorganizar o seu time para medir forças com o São Paulo, no Morumbi. As duas partidas serão realizadas neste sábado.


O jogo
A Ponte Preta não esperou o Bahia tomar o ímpeto do jogo e se lançou ao ataque já no início do confronto. No primeiro minuto, o goleiro Marcelo Lomba mostrou o porquê seria um dos grandes nomes da partida e saiu do gol para evitar que Roger pudesse completar para o fundo das redes.

A boa intervenção do arqueiro já no lance inicial do confronto deixou o Esquadrão tranquilo e possibilitou a chegada com qualidade dos comandados de Caio Júnior. Aos dez minutos, Souza fez belo lançamentopara Gabriel, que esperou a saída de Edson Bastos para chutar firme, sem chances de defesa para o goleiro da Macaca.Em seguida, a Ponte Preta tentou responder, mas pecou na ineficiência de seu centroavante. Com a camisa comemorativa aos 100 jogos que fazia pelo time de Campinas, o atacante Roger recebeu belo passe de Caio e, livre de marcação, parou em Marcelo Lomba. Aos 17, os alvinegros tentaram pelo alto e Thiago Alves cabeceou por cima da meta adversária.

Leia mais: Portuguesa surpreende o Grêmio e conquista a 1ª vitória fora no Brasileirão

Souza marcou o segundo gol do Bahia contra a Ponte
Futura Press
Souza marcou o segundo gol do Bahia contra a Ponte

Melhor em campo, a Macaca tentava aproveitar a apatia demonstrada pelos baianos e investia nos espaços dados no meio-campo. Contudo, Marcelo Lomba estava impossível e continuava evitando os gols dos anfitriões. Aos 26, Marcinho cobrou falta rasteira e obrigou o camisa 1 a se esticar todo para evitar o tento. Já aos 35, André Luis balançou as redes, mas teve seu gol anulado após falta de ataque cometida por Roger.

Antes do término do primeiro tempo, o centroavante Roger recebeu novo cruzamento de Uendel e cabeceou livre de qualquer marcação. A finalização do atleta, no entanto, foi terrível e subiu por cima da meta tricolor. O lance deixou o técnico Gilson Kleina desapontado e obrigou a entrada de Nikão no lugar do experiente Marcinho.

Com mais velocidade em campo, a Ponte se lançou ao ataque e apostou na pressão que exercia no meio-campo para atacar o adversário de surpresa. Entretanto, a superioridade na posse de bola não foi convertida em chances de gol e prejudicou o rendimento da Macaca. Sem ameaçar Lomba, o time se descuidou na defesa e observou Gabriel limpar a marcação para deixar Souza livre. O atacante chutou na cara de Edson Bastos e mandou direto para fora.

Na sequência do confronto, a Ponte Preta promoveu algumas alterações e só conseguiu ameaçar Marcelo Lomba nos minutos finais. Aos 39 minutos, Roger chutou na saída do arqueiro e carimbou a trave. No rebote, Giancarlo tentou de primeira e Fabinho se lançou para evitar o gol de empate. Já aos 42, Giancarlo acertou belo cruzamento para dentro da área e Uendel cabeceou longe.

O desperdício de chances na frente empolgou o Bahia novamente e levou o clube ao segundo gol no confronto. Em contra-ataque fulminante, Lulinha passou como quis por Cicinho e tocou para que Souza pudesse concluir sem dificuldades. A bola passou por Edson Bastos e sacramentou a vitória tricolor nesta quarta-feira.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 0 X 2 BAHIA

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 14 de agosto de 2012, quarta-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Wagner dos Santos Rosa (RJ)
Assistentes: Jackson Massara do Santos e Paulo César Silva Faria (ambos do RJ)
Cartões Amarelos: Roger (Ponte Preta); Diones, Lucas Fonseca, Zé Roberto, Marcelo Lomba, Caio César, Victor Lemos, Fabinho (Bahia)

GOLS:
BAHIA: Gabriel, aos dez minutos do primeiro tempo, e Souza, aos 44 do segundo tempo

PONTE PRETA: Edson Bastos; Gerônimo (André Luis), Tiago Alves, Diego Sacoman e Uendel; Baraka, Somália (Giancarlo), Cicinho e Marcinho (Nikão); Caio e Roger
Técnico: Gilson Kleina

BAHIA: Marcelo Lomba; Diones, Lucas Fonseca, Alysson (Dudu) e Hélder; Fabinho, Victor Lemos, Mancini e Zé Roberto (Caio César); Gabriel (Lulinha) e Souza
Técnico: Caio Júnior