Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Palmeiras acumula negociações fracassadas e pensa em novos nomes

Martinuccio, Loco Abreu, Dagoberto, Jonas e, mais recentemente, Guilherme estão na lista dos jogadores que o Palmeiras não conseguiu contratar

Gazeta |

Gazeta Press
Contratado pelo Corinthians, volante Guilherme é a última negociação fracassada do Palmeiras

A gestão de Arnaldo Tirone na presidência do Palmeiras começou em janeiro do ano passado logo após os dirigentes do mandato de Luiz Gonzaga Belluzzo abrirem mão de um claro leilão que levou Ronaldinho Gaúcho ao Flamengo . Desde então, os atuais responsáveis pelo departamento de futebol têm colecionado outras frustrações na tentativa de contratações. E o vice-presidente Roberto Frizzo até renova seus termos para se explicar.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

No momento, as justificativas do dirigente são para a ida do volante Guilherme da Portuguesa para o Corinthians por opção do próprio atleta, já que o time ofereceu proposta igual à de seu rival. Frizzo fez de tudo para não demonstrar surpresa ou frustração, mas manteve discurso de calma ao falar de reforços.

Leia mais: Com Valdivia, Obina espera ter tantas chances de gol quanto Barcos

"Como diz meu amigo (o gerente de futebol César) Sampaio, estamos mexendo o doce", sorriu o vice-presidente, mais uma vez apelando a metáforas para se explicar. "Estamos procurando nomes sem precipitação, com racionalidade para não errarmos", continuou o dirigente.

Frizzo, porém, já avisou que o meio-campista Cléber Santana não vem agora porque o Avaí não aceita liberá-lo. E não é a única equipe da Série B a atrapalhar o Palmeiras neste ano. Na semana passada, o lateral direito Eduardo recebeu uma proposta para se juntar ao elenco de Luiz Felipe Scolari, mas preferiu renovar com o Joinville. Os dois, com Guilherme, entram em uma lista extensa de negociações fracassadas. A mais marcante envolve o atacante Martinuccio, que tinha pré-contrato com o Palmeiras, mas trocou o Peñarol pelo Fluminense em ação ainda em julgamento na Fifa.

Veja também: Palmeiras recebe o Fla para fugir da zona da degola e ter paz nos bastidores

Outras frustrações foram com Fernandão, que acabou se aposentando, Dagoberto, hoje no Inter, Loco Abreu, que preferiu ficar no Botafogo antes de ir ao Figueirense, e Jonas, lateral direito que tinha preferido o Santos, mas seguiu no Coritiba.

Publicamente, porém, Frizzo minimiza não ter contratado estes e outros nomes. "O fato de querer ficar em um lugar não significa que o jogador não queira ir para outro. E nem negociamos diretamente com o jogador, que fica constrangido por falar de dinheiro e designa seu empresário", disse o dirigente. "E as escolhas passam por preço, extensão de contrato, luvas... Tudo isso."

E ainda: Após confirmação de atleta embriagado no Palmeiras, João Vitor fica fora de jogo

Em mais uma de suas conclusões otimistas, o vice-presidente tenta usar seu elenco como argumento. "Temos uns 30 jogadores que estão aqui porque não quiseram estar em outros clubes", apontou.

Entre para a torcida virtual do Palmeiras:

Leia tudo sobre: palmeirasnegociaçõesroberto frizzoguilherme

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG