Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Messi perde pênalti, mas marca e Argentina vence a Alemanha

Mesmo desperdiçando uma penalidade, atacante argentino deixou a sua marca na bela vitória de sua seleção nesta quarta-feira

Gazeta | - Atualizada às

Em amistoso nesta quarta-feira, Argentina e Alemanha reeditaram confronto das quartas de final das duas últimas edições da Copa do Mundo. Porém, ao contrário dos jogos de 2006 e 2010, que terminaram em vitórias dos europeus, o amistoso terminou em vitória da Argentina por 3 a 1.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

AP
Messi marcou um gol na vitória da Argentina sobre a Alemanha

O time comandado por Lionel Messi contou com um jogador a mais desde os 29 minutos do primeiro tempo, quando Zieler foi expulso ao cometer pênalti sobre Sosa. A chance não foi convertida, entretanto, já que Stegen assumiu a posição abaixo das traves e defendeu a cobrança de Messi.

Leia mais:   Brasil vence jogo festivo com a Suécia e reduz pressão sobre Mano

Após ver Khedira marcar contra em cobrança de escanteio e abrir o placar para a Argentina, o atual jogador do mundo se redimiu da chance perdida no primeiro tempo e aumentou a vantagem para 2 a 0 no início da etapa final. Di María marcou o terceiro com um golaço de longa distância e Howedes diminuiu com um peixinho na área.

Apesar das derrotas na Copa do Mundo nos pênaltis após empate por 1 a 1 em 2006 e por 4 a 0 em 2010, esta é a segunda vitória consecutiva em solo germânico da Argentina no confronto. Em amistoso preparatório para a Copa do Mundo de 2010, a seleção sul-americana derrotou a tricampeã mundial por 1 a 0.

A Argentina volta a campo no dia 7 de setembro, sexta-feira, para enfrentar o Paraguai pelas Eliminatórias Sul-americanas para a Copa do Mundo de 2014. No mesmo dia, pela europeia, a Alemanha enfrenta a seleção das Ilhas Faroé.


O jogo
Higuaín perdeu uma grande chance logos aos nove minutos, quando recebeu cruzamento de Marcos Rojo no segundo poste livre de marcação e finalizou para fora. Mesmo que o centroavante do Real Madrid colocasse a bola nas redes, no entanto, o tento seria anulado por posição irregular.

A resposta alemã veio três minutos depois com Klose avançando pela esquerda e encontrando Ozil na pequena área. Sergio Romero, porém, foi bem no lance para impedir o gol da seleção alemã.Aos 29 minutos, uma boa troca de passes entre Rojo e Mascherano terminou com o volante deixando Sosa livre na área. Zieler saiu do gol para cometer pênalti sobre o meio-campista, recebendo ainda a expulsão direta pelo lance.

Stegen, goleiro de apenas 20 anos do Borussia Monchengladbach, substituiu Thomas Muller e não sentiu a pressão em sua segunda partida pela seleção nacional, caindo no canto esquerdo para defender a cobrança de Lionel Messi.

No entanto, Khedira, aos 45 minutos, acabou inutilizando o esforço do jovem arqueiro em manter o placar zerado. O volante do Real Madrid desviou uma cobrança de escanteio de Di María, seu companheiro de equipe, contra a própria meta e matou Stegen no lance.

Ozil pensou ter empatado o jogo aos cinco minutos do segundo tempo, quando, após chute na trave de Reus, Khedira ajeitou a bola para seu companheiro de Real Madrid balançar as redes. O jogador, no entanto, estava em posição irregular.

Os germânicos levaram um balde de água fria dois minutos depois, quando a albiceleste ampliou o placar com Aguero lançando Higuaín pela esquerda da área e o centroavante tocando para trás para chegada de Messi que, da entrada da área, pegou de primeira para, desta vez, marcar seu oitavo gol em quatro jogos em 2012.

Messi quase chegou ao seu segundo na partida aos 20 minutos, quando invadiu a área em jogada individual e tocou de cobertura, superando Stegen na jogada, mas mandando a bola pela linha de fundo por muito pouco.

O autor do terceiro tento seria, na verdade, Di María, que marcou um golaço ao mandar uma bomba de longa distância no ângulo de Stegen aos 28 minutos. Messi continuou inspirado e, em mais uma jogada individual, acertou a trave dois minutos depois do terceiro gol.

Howedes ainda diminuiu aos 36 minutos, marcando de peixinho após cruzamento da direita de Gotze, mas o tento contou apenas como gol de honra, já que a tricampeã da Copa do Mundo não conseguiu construir em cima dele para reagir na partida.

Leia tudo sobre: argentinaalemanhafutebol mundialmessi

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG