Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Maradona afirma que gostaria de ser técnico no futebol chinês

Ex-jogador argentino manifesta desejo de contribuir com o desenvolvimento do futebol no país e conversará com o chefe da federação da China

Reuters |

Reuters

Getty Images
Diego Maradona foi demitido do Al Wasl no último mês

Técnico da Argentina na Copa do Mundo de 2010, o ex-jogador Diego Maradona foi demitido no último mês do comando do Al Wasl, dos Emirados Árabes Unidos. Disposto a voltar a trabalhar, o argentino destacou que gostaria de treinar uma equipe do futebol chinês.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Gostaria de ser técnico na China", disse durante uma entrevista coletiva em Pequim, informou o China Daily . "Quero contribuir para o desenvolvimento do futebol jovem da China", completou.

Um dos agentes do círculo próximo de Maradona sondou os chineses no início do ano com a possibilidade de ele eventualmente assumir a seleção nacional, segundo o jornal. Durante a visita, Maradona, que conduziu a vitória da Argentina na Copa de 1986 como jogador e é considerado um dos melhores da história, conversará com o chefe da federação chinesa, Wei Di.

Leia também:  Acusados de manter relação com menor, Ribéry e Benzema irão a julgamento

Uma figura controversa, que sofreu sérios problemas de saúde e superou o vício das drogas, Maradona foi demitido como técnico da seleção argentina após perder por 4 a 0 contra a Alemanha nas quartas de final da Copa, em 2010.

E mais:  Em livro, Hope Solo fala que foi concebida na prisão e lembra crise na seleção

O futebol chinês tem visto um influxo de grandes nomes de jogadores e técnicos estrangeiros, incluindo Sérgio Batista, o homem que assumiu o lugar de Maradona na seleção argentina, e que agora é o novo técnico do Shanghai Shenhua.

Leia tudo sobre: futebol mundialchinaargentinamaradona

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG