Equatoriano entrou na segunda etapa da partida contra o Atlético-MG e teve que ser substituído

A derrota por 1 a 0 para o Atlético Mineiro gerou mais preocupações para o Vasco da Gama do que a ampliação da vantagem mineira na briga pela liderança. O atacante equatoriano Carlos Tenório, que entrou no segundo tempo de jogo, se lesionou e obrigou o técnico Cristóvão Borges a realizar mais uma substituição.

Leia também: Presidente do Vasco detona a arbitragem do jogo

A entrada de El Demolidor  foi definida no intervalo da partida em conversa entre o treinador e os jogadores. A intenção era ganhar mais movimentação e força física no setor ofensivo e tentar incomodar a defesa atleticana.

Na saída do gramado da Arena Independência, em Belo Horizonte, o meia Juninho Pernambucano comentou sobre a mudança de postura na segunda etapa e se mostrou preocupado com a possível lesão do equatoriano.

"No tempo até iniciamos bem com a entrada do Tenório, mas ele teve que sair quando se machucou. Pior do que perder o jogo é vê-lo sair machucado", revelou o Reizinho da Colina, receoso com a situação do atacante, contratado para fazer sombra ao artilheiro Alecsandro.

Pouco depois, Tenório também foi entrevistado em Belo Horizonte e deu uma declaração tranquilizadora para a torcida vascaína. "Acho que não é nada muito sério, podem ficar tranqüilos", afirmou o jogador que já havia perdido boa parte da temporada devido a uma lesão no tendão de Aquiles.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.