Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Grêmio desperdiça chances e empata com a Ponte em Campinas

Apesar de dominar no segundo tempo, time gaúcho não conseguiu balançar as redes e fica com 28 pontos, contra 20 dos donos da casa

Gazeta |

Futura Press
Elano em ação pelo Grêmio contra a Ponte Preta

Foram dois tempos distintos: na primeira etapa, a Ponte Preta controlou o jogo, mas o Grêmio acordou após o intervalo e criou diversas chances no segundo. Em comum nos dois tempos a disputa intensa entre as equipes, que acabaram ficando mesmo no 0 a 0, nesta quinta, no Moisés Lucarelli, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Comente esta notícia e deixe seu recado para outros torcedores

Explorando a velocidade de Rildo e a habilidade de Cicinho, a Ponte Preta dominou a primeira etapa e criou mais chances de gol, mas não teve competência para definir. No segundo tempo, o Grêmio voltou com outra postura, criou diversas chances de gol, mas não conseguiu o gol da vitória.

O resultado leva a Ponte Preta a 20 pontos, em 9º lugar. O Grêmio permanece em 4º, com 28. Foi o primeiro empate dos gaúchos na competição. Na próxima rodada, a Ponte visita o Internacional, no Beira-Rio. Já o Grêmio joga contra o São Paulo, no Morumbi, em briga direta pelo G-4. Ambos os jogos ocorrem domingo, às 16h, horário de Brasília.

Confira a classificação atualizada do Brasileirão

O jogo
Ao contrário das últimas partidas, o Grêmio não conseguiu exercer pressão em seu adversário, o que tem feito mesmo jogando fora de casa. Apesar disso, a equipe do técnico Vanderlei Luxemburgo criou a primeira chance de perigo aos 8 minutos, quando Kleber foi derrubado por Gustavo na entrada da área. Elano cobrou a falta, mas Édson Bastos espalmou.

A impressão de que os gaúchos dominariam o jogo, no entanto, não se confirmou. O lateral Edílson, envolvido por Rildo, levou cartão amarelo logo aos três minutos de jogo. Vendo que ele poderia ser expulso, Luxa trocou-o de lado com Pará, passando a jogar pela esquerda. Mas o futebol envolvente de Cicinho por aquele canto fez o treinador gremista sacar seu lateral do jogo aos 37, com o temor de uma expulsão. Léo Gago entrou em seu lugar.

A Ponte Preta começou a crescer aos 12 minutos, quando Cicinho apanhou um rebote da entrada da área e mandou por cima. No minuto seguinte, Rildo fez boa jogada, cruzou, Gilberto Silva tentou afastar e quase fez contra. Marcelo Grohe fez excepcional defesa no reflexo. A seguir, o goleiro gremista defendeu em dois tempos uma pancada de Baraka do meio da rua.

O centroavante Roger não estava em sua melhor noite. Teve poucas chances e, nas que teve, concluiu mal. Aos 22, aparou cruzamento de Cicinho de cabeça, mas a conclusão saiu torta. Foi a última chegada da Ponte na primeira etapa, o que não significa que o Grêmio tenha tido tranquilidade. A equipe de Campinas pressionou, teve muita posse de bola ofensiva, mas não conseguiu conclusões perigosas.

No segundo tempo, a história foi outra. O Grêmio criou várias chances e poderia ter saído com a vitória. A primeira veio aos 10 minutos: Kleber cruzou na cabeça de Marcelo Moreno, mas João Paulo atrapalhou o boliviano na hora de concluir. Aos 12, Zé Roberto cruzou na cabeça de Kléber, mas a conclusão saiu desequilibrada. A Ponte respondeu aos 20, em falta cobrada por Marcinho, por cima do gol.

Com Marquinhos no lugar de Vílson, o Grêmio ganhou em força ofensiva e passou a pressionar cada vez mais. Aos 21, Kleber tabelou com Elano e obrigou Édson Bastos a uma boa defesa. Cinco minutos depois, Marquinhos cobrou escanteio fechado e quase fez gol olímpico. Na jogada seguinte, Elano surpreendeu Édson Bastos e bateu direto em vez de cruzar, acertando o travessão.

Aos 29, Gilberto Silva apanhou rebote de escanteio e deu passe açucarado para André Lima, mas o centroavante furou. No minuto seguinte, a zaga da Ponte tentou afastar e acertou a bola em Kléber, que quase encobriu o goleiro sem querer. Escanteio, batido por Marquinhos, mas Werley cabeceou por cima.

O Grêmio continuava em cima. Édson Bastos salvou tentativa de Marquinhos aos 36. Na sequência do lance, cruzamento na área da Ponte, mas Gustavo salvou na hora que Elano chegava para fazer o gol. Aos 43, Kléber fez grande jogada e deixou Zé Roberto na cara do gol, mas o chute do meia saiu desviado, pela linha de fundo.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 0 X 0 GRÊMIO

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 9 de agosto de 2012, quinta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Dibert Pedrosa Moisés (Fifa/RJ) e Rodrigo Henrique Corrêa (RJ)
Público: 9.010 pagantes
Renda: R$ 84.709,00
Cartões amarelos:  Gustavo e Rildo (Ponte Preta); Edílson e Léo Gago (Grêmio)

PONTE PRETA: Édson Bastos; Gerônimo, Gustavo, Diego Sacoman e João Paulo; Baraka, Somália (Renê Júnior), Cicinho e Marcinho (Caio); Rildo (Ricardinho) e Roger.
Técnico: Gílson Kleina

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edilson (Léo Gago), Werley, Gilberto Silva e Pará; Vílson (Marquinhos), Souza, Elano e Zé Roberto; Kléber e Marcelo Moreno (André Lima).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Leia tudo sobre: GrêmioPonte PretaBrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG