Tamanho do texto

Após 1º tempo prejudicado pela chuva, time se encontra e faz 2 a 0 dentro da Ilha do Retiro

Com gols de Juninho Pernambucano e Tenório , o Vasco venceu o Sport Recife por 2 a 0, dentro da Ilha do Retiro, na noite desta quarta-feira, assumindo temporariamente a liderança do Brasileirão. Com o resultado, o time pulou para 34 pontos – dois a mais que o Atlético-MG, que joga nesta quinta contra o Coritiba e tem duas partidas a menos que os cariocas. Foi a sétima partida do time cruzmaltino sem sofrer gol.

Deixe o seu recado sobre o resultado de Vasco e Sport.

Carlos Alberto disputa bola com a marcação do Sport
Gazeta Press
Carlos Alberto disputa bola com a marcação do Sport

A chuva que castigou Recife durante o dia prejudicou o estado do gramado. O sistema de drenagem não impediu as poças d’água em diversos pontos do campo, obrigando os jogadores a dar chutões. Às vezes, em vão. O jogo ganhou momentos de comédia pastelão diante de tanto cai-cai.

Um jogador em especial lamentou o espetáculo no primeiro tempo diante de um palco tão comprometido. Treze anos depois, Juninho voltava à Ilha do Retiro. Revelado pelo rubro-negro pernambucano, o Reizinho teve um emocionado reencontro com o clube que o revelou.

Parentes e amigos marcaram presença no estádio, e o meia fez questão de cumprimentar os funcionários que trabalharam com ele nos anos 90. Mas o tempo não permitiu uma festa completa.

Além do fator campo, tecnicamente as duas equipes passaram um primeiro tempo sem assustar o gol adversário ou criar jogadas de perigo. No máximo, chutes de média e longa distâncias.

Na saída para o intervalo, Juninho lamentou:

“Praticamente não está dando para jogar, as duas equipe apostam em chutões e isso prejudica a qualidade. Mas está um jogo disputado, e vamos ver se voltamos melhor no segundo tempo”.


O técnico Cristóvão Borges trocou Eder Luis por Tenório. E logo no primeiro minuto da segunda etapa, o atacante equatoriano só não entrou na área em condições de finalizar porque a poça  estragou a jogada.

A resposta do Sport veio com Marquinhos Gabriel. E, em seguida, com Moacir, que carimbou o travessão de Fernando Prass enquanto a defesa vascaína apenas observava. Os donos da casa voltaram mais acesos. Em outro lance de perigo, Gilberto deu para Rithelly, mas Prass fez boa defesa.

Mas a noite era mesmo de Juninho. Aos 21 minutos, bem ao seu estilo, ele cobrou falta com perfeição. Bola no ângulo esquerdo do goleiro Magrão: 1 a 0. O Sport ainda teve o zagueiro Diego Ivo expulso. E, para completar a festa, Tenório fez outro belo gol.

Depois de cinco meses afastado em razão de uma grave lesão, o equatoriano se livrou de um marcador, driblou o goleiro, ajeitou com calma e quase em cima da linha teve calma para mandar para o fundo da rede: 2 a 0, aos 39 minutos.

A partir daí, o Vasco só administrou o placar.

FICHA TÉCNICA - SPORT 0 X 2 VASCO

Local: Ilha do Retiro, Recife (PE)
Data: 8 de agosto de 2012, quarta-feira

Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro : Guilherme Ceretta de Lima (SP)
Assistentes: Márcio Luiz Augusto (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)

Gols:

Vasco - Juninho Pernambucano, aos 21 minutos do segundo tempo; Tenório, aos 39

Cartões amarelos: Moacir, Diego Ivo, Henrique, Douglas e Alecsandro

Cartão vermelho: Diego Ivo

SPORT: Magrão; Moacir, Diego Ivo, Ailson e Reinaldo; Tobi, Rithely, Rivaldo (Hugo), Marquinhos Gabriel (Henriquw) e Felipe Azevedo; Gilberto (Gilsinho)
Técnico: Vágner Mancini

VASCO: Fernando Prass; Auremir, Douglas, Dedé e William Matheus; Nilton, Wendel, Juninho Pernambucano (Eduardo Costa) e Carlos Alberto (Fellipe Bastos); Eder Luis (Tenório) e Alecsandro
Técnico: Cristovão Borges