Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Venda de Lucas representa vitória do São Paulo contra o Corinthians

O meia-atacante jogou nas categorias de base do Corinthians até 2005 e deixou o clube por se sentir abandonado

iG São Paulo |

Gazeta Press
Lucas jogou na base do Corinthians

Com a venda de Lucas para o Paris Sant-Germain , a maior da história do futebol brasileiro, o São Paulo saboreou uma grande vitória contra Corinthians . Até 2005, o meia-atacante jogava nas categorias de base do arquirrival.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Naquela época, o clube do Parque São Jorge vivia a conturbada parceria com a MSI e tinha uma série de problemas na divisão de base. Preocupado com o futuro do filho, Jorge Rodriguez, pai de Lucas, procurou os cartolas do Corinthians e fez duas solicitações.

Como o garoto estudava na zona de sul e treinava no extremo da zona leste de São Paulo, Jorge pediu para o Corinthians providenciar uma escola perto dos locais de treinamento. Ele também pediu para o clube procurar um nutricionista e desenvolver um trabalho para que Lucas ganhasse massa muscular.

Venda de Lucas é recorde envolvendo clubes brasileiros. Veja outras transações

Após ser ignorado mais de uma vez pelos diretores da base corintiana, Jorge foi procurado pelo clube do Morumbi e, posteriormente, Lucas passou a treinar no CT da base são-paulina, em Cotia.

Mesmo jogando no São Paulo, ele manteve durante cinco anos o apelido que ganhou no Corinthians. Lucas era chamado de Marcelinho porque tinha treinado na escolinha de futebol do ídolo corintiano. Apenas em 2010, já no time profissional do São Paulo, o meia-atacante passou a ser chamado pelo verdadeiro nome. Antes de subir para o time profissional, Lucas ainda admitia que o Corinthians era seu time do coração.

Leia mais:  São Paulo oficializa venda de Lucas para o PSG por R$ 108 milhões

Vale lembrar que a saída precoce de Lucas nunca foi digerida por Andrés Sanchez, ex-presidente do Corinthians. Quando o jogador deixou o clube do Parque São Jorge, Andrés era diretor de futebol. O cartola, inclusive, insinuou algumas vezes que o São Paulo tinha roubado Lucas do Corinthians.

Leia tudo sobre: LucasSão Paulomercado da bolacorinthians

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG