Treinador fez seu primeiro jogo no time mineiro e conseguiu importante vitória fora de casa

Ipatinga deixou a lanterna com a vitória em Bragança Paulista
Futura Press
Ipatinga deixou a lanterna com a vitória em Bragança Paulista

A mudança no comando técnico do Ipatinga , com a saída de Flávio Lopes e a entrada de Eugênio Souza parece ter surtido o efeito esperado. Isso porque, o Tigre reagiu na Série B do Brasileiro após 13 derrotas seguidas, e venceu o Bragantino por 2 a 0, nesta terça-feira, em pleno estádio Nabi Abi Chedid, no interior paulista.

Leia também: Avaí bate o ABC em jogo de mais de dez cartões

O primeiro gol do jogo saiu em um contra-ataque em altíssima velocidade, com Chiquinho aparecendo na cara do goleiro Rafael para rolar para as redes. O estreante Bruno Batata anotou o segundo do Tigre. A sequência negativa do quadricolor foi findada na noite de estreia do técnico Eugênio Souza, do goleiro Helton Leite e do atacante Bruno Batata, que melhoraram o desempenho da equipe.

Confira a classificação atualizada da Série B

O alviverde chegou aos sete pontos e deixou a lanterna para o Grêmio-SP, que também tem sete pontos, mas o time do Vale do Aço leva vantagem por ter maior número de vitórias, porém, a equipe de Barueri ainda vai jogar na rodada e pode recolocar o Ipatinga na lanterna. Com o revés, o Bragantino fica estacionado com 15 pontos na 16º colocação, ameaçado pela zona da degola.

Na sequência do Campeonato Brasileiro da Série B, o Ipatinga terá uma semana de preparação, até a próxima terça-feira, quando o Tigre recebe o Paraná Clube, no Ipatingão. No mesmo dia, o Bragantino vai visitar o Joinville, na Arena Joinville. O jogo -  Atuando em casa, contra o lanterna da Série B, o Bragantino não tomou conhecimento da situação do Ipatinga, e iniciou a partida pressionando o time mineiro. Como a vida do Tigre já está complicada, o time quadricolor não se limitou a ficar apenas defendendo e procurou contra-atacar em velocidade a equipe de Bragança Paulista, garantindo assim, um jogo de muita entrega e vontade dos dois lados.

Prova disso é que aos oito minutos, Márcio Diogo fez jogada individual e finalizou cruzado para boa defesa do goleiro Rafael. A resposta dos paulistas veio aos 11, com Léo Jaime, que aproveitou rebote da zaga do Ipatinga e fuzilou à meta de Helton Leite, porém, errou o alvo em um lance de muito perigo.

Com as duas equipes com dificuldades para criar as jogadas no meio-campo, a ligação direta defesa, ataque foi vista várias vezes na partida. Através de lances individuais e nos contra-ataques nasceram as principais oportunidades de gol. Aos 23, Léo Jaime chegou à linha de fundo e tentou cruzamento, a bola desviou nos defensores do Ipatinga e quase entrou.

O troco dos visitantes veio em um contra-ataque em altíssima velocidade, com Chiquinho aparecendo por trás da defesa e na cara do goleiro Rafael para rolar para as redes, abrindo o placar no Nabi Abi Chedid. O gol parece ter dado confiança para o Tigre, que cresceu no jogo, marcando a saída de bola do Bragantino e forçando os erros.

Aos 31, Márcio Diogo entrou driblando dentro da área e deu assistência perfeita para Chiquinho ampliar o marcador, mas o goleiro Rafael operou um milagre evitando o segundo tento quadricolor. Após este lance, o Ipatinga passou a aproveitar o aparente nervosismo do Bragantino para tomar as rédeas do jogo.

Logo na volta do intervalo, o armador Tchô cobrou falta com perfeição, no canto esquerdo do goleiro estreante Helton Leite, que se esticou todo para fazer a defesa e evitar o empate. Aos cinco minutos, foi a vez do Ipatinga atacar. Márcio Diogo fez grande jogada pela direita, e o outro estreante da noite, o avante Bruno Batata, chutou duas vezes, antes de acertar o canto de Rafael ampliando o marcador.

Com boa vantagem no placar, o Ipatinga recuou bastante as linhas de marcação, atuando de forma compactada, praticamente abdicando de agredir os donos da casa, ameaçando somente nos contra-ataques e nos erros do Bragantino. Com este cenário, o time de Marcelo Veiga intensificou a pressão, mas não conseguiu reverter o resultado.

FICHA TÉCNICA- BRAGANTINO 0 X 2 IPATINGA

Local : Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)
Data : 7 de agosto de 2012 (terça-feira)
Horário : 21 horas (horário de Brasília)
Árbitro : Antônio Neuriclaudio Costa (AC)
Assistentes : Rener Santos de Carvalho (AC) e Jean Carlos Rodrigues da Silva (AC)
Cartões amarelos : João Vitor, Neno e Marcel (Ipatinga)

Gols:
IPATINGA : Chiquinho, aos 24 minutos do primeiro tempo; Bruno Batata, aos cinco minutos do segundo tempo

BRAGANTINO: Rafael Santos; Victor Ferraz, Walter, Preto Costa e Andrezinho (Paulo Renê); Serginho, Acleisson (Tchô), Moreno e Léo Jaime, Malaquias (Gil) e Lincom
Técnico: Marcelo Veiga

IPATINGA : Helton Leite; Neno, Tiago Alencar, Eron e João Vitor; Marcel, Max Carrasco, Wellington Bruno (Leandro Brasília) e Chiquinho; Márcio Diogo (Vinícius Kiss) e Bruno Batata
Técnico : Eugênio Souza

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.