Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Jogadores suspensos por fraude ou doping na Itália ficarão sem salários

Atletas como Bonucci e Pepe, da Juventus e da seleção italiana, ainda serão julgados por manipulação de resultados

iG São Paulo | - Atualizada às

Jogadores de clubes da primeira divisão do Campeonato Italiano, punidos por ilegalidades esportivas, envolvimento com apostas ou flagrados em exames antidoping , terão o pagamento de seus salários suspensos. Esta é a principal novidade da nova convenção coletiva assinada nesta terça-feira entre representantes dos organizadores da competição e a Associação Italiana de Futebol, em Roma, segundo informa o jornal esportivo "La Gazzetta dello Sport".

Você concorda com esse tipo de punição na Itália? Opine!

Getty Images
Zagueiro Bonucci foi interrogados na Itália

Além desta medida, o convênio  - que estará em vigor por um ano - reproduz o acordo assinado no início da temporada passada, depois que os jogadores fizeram greve e impediram o início da competição. A decisão de suspender os salários dos jogadores vem à tona enquanto se espera a decisão da Comissão Disciplinar da Federação Italiana de Futebol sobre alguns dos principais nomes envolvidos no último caso de combinação de resultados no país.

VEJA:  Técnico da Juventus pode ser suspenso por 15 meses

Entre os julgados está o atual técnico da Juventus , Antonio Conte, para quem a promotoria da Federação pediu punição de um ano e três meses de suspensão por não informar às autoridades sobre o arranjo de dois resultados quando ele era técnico do Siena, na temporada 2010/11 (a equipe estava na segunda divisão). Também é esperada decisão sobre o destino de Leonardo Bonucci e Simone Pepe , jogadores da seleção italiana e também da Juventus, que foram acusados por um duelo entre Bari e Udinese, respectivamente os clubes que os atletas atuavam à época.

MAIS:  Siena é punido e perde seis pontos por envolvimento em escândalo de apostas

Para o primeiro foi pedida suspensão de três anos e seis meses. O jornal "La Gazzetta dello Sport", porém, afirma que ambos serão absolvidos, já que a Comissão Disciplinar não estaria considerando confiáveis as declarações do jogador Andrea Masiello, que os denunciou. Conte, por sua vez, receberia pena de 10 meses de suspensão, segundo a publicação. A punição já valeria para o próximo sábado, quando o treinador não poderia estar a frente da Juventus na partida da Supercopa da Itália, contra o Napoli, em Pequim (China).

RELEMBRE:  Itália interroga jogadores suspeitos de manipulação de resultados

A defesa de Conte tinha proposto que fosse imposta ao treinador uma pena de três meses de suspensão e multa de 200 mil euros (pouco mais que R$ 500 mil). A Comissão Disciplinar não aceitou a oferta de acordo. O caso de combinação de resultados foi investigado pela procuradoria de Cremona, no ano passado, quando foi descoberta uma rede, com ramificações no exterior, que condicionou ou tentar condicionar placares durante vários meses, em diversas divisões do futebol italiano na temporada 2010/11.

Leia tudo sobre: Futebol MundialItáliaMilanInternazionaleJuventusRomaCorrupção

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG