Rodolfo, de 21 anos, já admitiu ser viciado e se internou em uma clínica. Agora, pode ser banido de vez do esporte

Agência Estado

Goleiro Rodolfo será julgado e pode pegar pena de dois anos
Divulgação
Goleiro Rodolfo será julgado e pode pegar pena de dois anos

O goleiro Rodolfo , do Atlético-PR , caiu novamente no exame antidoping por uso de cocaína. Ele testou positivo para a substância na partida contra o Ceará, no último dia 23 de junho, mesmo sem ser titular. Rodolfo ainda terá direito a fazer uma contraprova e, se for confirmado o uso de cocaína pela segunda vez, pode ser banido do futebol por ser reincidente.

Comente esta notícia e deixe seu recado para outros torcedores

Na próxima segunda-feira, o jogador será julgado na Primeira Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pelo primeiro flagrante de uso. Rodolfo foi pego no antidoping pela primeira vez no último dia 9 de junho, após a derrota para o CRB, por 2 a 0, pela quinta rodada. O atleta passou por contraprova, que detectou traços de cocaína em sua urina.

Recentemente, Rodolfo assumiu o vício e foi internado em uma clínica de reabilitação, mas não deve escapar de punição. Ele será julgado com base no artigo 2.º, item 2.1, do Código Mundial Anti-Doping (CMAD), pela "presença de uma substância proibida ou de seus metabólicos ou marcadores em uma amostra colhida do atleta". A pena prevista é de suspensão por dois anos.

Leia ainda: Atlético-PR vence o América-RN fora de casa e alivia a crise

O goleiro pode recorrer à punição no Pleno do STJD e ser julgado em meados de setembro. Depois das duas instâncias julgadas, a decisão é informada aos juízes da Corte Arbitral do Esporte (CAS), instância máxima da Justiça Esportiva, que decidirá se será necessário ou não mais um julgamento.

Com apenas 21 anos, Rodolfo é visto como uma promessa no Atlético-PR. Além do time rubro-negro, ele acumula passagens pelas categorias de base de Paraná e Internacional. Antes da chegada de Weverton, o jogador vinha atuando como titular no início da Série B.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.