Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Sonhando com a Bola de Ouro, Cristiano Ronaldo não vê Messi como rival

Título espanhol anima português na briga com argentino por troféu oferecido pela Fifa

Gazeta |

Reuters
Cristiano Ronaldo acredita em vitória pessoal contra Messi

Depois de conquistar o Campeonato Espanhol com o Real Madrid e desbancar o Barcelona , de Lionel Messi, Cristiano Ronaldo já sonha com a Bola de Ouro da Fifa, premiação anual que elege as personagens do futebol que tiveram os melhores desempenhos na temporada. O português quer acabar com a hegemonia de Messi, ganhador das últimas três edições, e ter a companhia de um compatriota no palco.

Leia também:  Com Kaká reserva e calor de 40ºC, Real vence Santos Laguna

"Eu não vou mentir. Ganhar a Bola de Ouro significaria muito para mim, pois é algo que eu sempre ambiciono. Quero também que o meu técnico (José Mourinho) ganhe, porque nós estamos entre os melhores. Quero que se faça justiça, porque nós vencemos a liga mais difícil do mundo e fomos melhores do que o Barcelona, que é sempre um grande rival", disse Cristiano Ronaldo.

E mais:  José Mourinho dá aula para treinadores nos Estados Unidos

Cristiano Ronaldo sabe muito bem os caminhos para ser eleito o melhor jogador do mundo. Isto porque o português esteve no topo em 2008, quando ele ainda atuava pelo Manchester United. Para o jogador, destronar o "companheiro" Messi é mais um de seus desafios.

"Não vejo outros colegas de profissão como rivais, mas sim como companheiros. Ele faz o seu trabalho para o Barcelona, e eu faço o meu para o Real Madrid, como eu fiz no Manchester United também. Sou uma pessoa que gosta de desafios e serei sempre assim. Eu faço o meu trabalho onde jogo e tento fazer sempre o melhor", disse o atleta de 27 anos. A Liga BBVA é muito conhecida pela sua desigualdade entre os clubes. Barcelona e Real Madrid vão ganhando lucros cada vez maiores com os direitos de imagens, enquanto clubes tradicionais como Atlético de Madrid, Valencia, Villareal etc. vão ficando cada vez mais com o status de meros coadjuvantes, que, no entanto, têm recheadas salas de troféus.

"Eu não quero faltar com respeito às outras equipes, mas eu acho que este ano, com Real Madrid e Barcelona, vai acontecer o mesmo que na temporada passada. É uma diferença muito grande. A Liga Inglesa não tem essa diferença", explicou Cristiano Ronaldo.

De técnico novo, o Barcelona busca dar continuidade à escola que vem fazendo sucesso e dominando o cenário internacional. Tito Vilanova terá a missão de conduzir os catalães às mesmas glórias alcançadas por Pep Guardiola. Cristiano Ronaldo afirmou que, mesmo com a mudança no comando técnico, o Barça deverá se comportar da mesma forma.

"A minha opinião sobre o Barcelona não vai mudar muito por causa de um treinador. A base de todos os jogadores é a mesma, assim como na mentalidade", afirmou o português, que já projetou o próximo confronto entre as duas equipes, na Supercopa da Espanha. "Sabemos que esta partida será muito complicada, mas estamos nos preparando bem e tranquilos", assegurou.

Desde 2009 no clube merengue, Cristiano Ronaldo tem mais um objetivo: o de tirar o Real da fila de espera na Liga dos Campeões, título que não conquista há mais de dez anos. "Estivemos muito perto no ano passado (semifinal). Penso que sempre é possível", afirmou o português, que, finalizando, esquivou-se sobre se aposentar no clube da capital. "Não faço promessas, mas estou bem aqui e quero cumprir o meu contrato", concluiu.

Leia tudo sobre: Real MadridBarcelonaCristiano RonaldoLionel MessiFifa

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG