Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

No aguardado reencontro, Vasco e Corinthians empatam em 0 a 0

Resultado é ruim para time carioca, que mesmo com um jogo a mais continua atrás do líder Atlético-MG

Hilton Mattos - iG Rio de Janeiro | - Atualizada às

O aguardado duelo entre Vasco e Corinthians não foi eletrizante como se esperou. Jogando em São Januário na tarde deste domingo, as equipe empataram em 0 a 0 pela 14ª rodada do Brasileirão. O resultado frustrou o time carioca, que mesmo com uma partida a mais segue atrás do líder Atlético-MG – 32 contra 31. O objetivo era vencer, ultrapassar os mineiros e jogar a pressão para o outro lado.

Gazeta Press
Romarinho protege a bola do vascaíno Douglas

Mas com pouca objetividade e nenhuma chance clara de gol, os cruzmaltinos passaram a maior parte do tempo sendo pressionados pelo Corinthians, agora com 17 pontos. O jogo marcou a volta do atacante Tenório depois de cinco meses parado por lesão.

O jogo

Sem mistério, as duas equipes entraram em campo para mais um round que nos últimos anos vem acirrando a rivalidade entre Rio e São Paulo. Os vascaínos tinham o receio de sua zaga sucumbir ao poderoso Corinthians, campeão da Libertadores e em ascensão no campeonato.

Nos 15 minutos iniciais, viu-se o time visitante buscar mais o gol. Três chances foram criadas. Numa delas, Jorge Henrique exigiu boa defesa de Fernando Prass. Nas outras duas, Douglas, cuja confirmação na partida só saiu na quinta-feira, mostrou porque vem sendo, ao lado de Dedé, um grande nome na zaga cruzmaltina. 

Desta vez, porém, seu companheiro foi Fabrício, já que o titular cumpriu suspensão. Ainda assim, Douglas foi eficiente em dois lances no mano a mano contra o xará corintiano e Romarinho. Os lances serviram para dar a confiança que o time carioca queria lá atrás, afinal, os zagueiros escalados para este compromisso são, respectivamente, quarta e quinta opções. Além do suspenso Dedé, Rodolfo segue se recuperando de lesão no menisco e Renato Silva ainda está com a situação irregular.

O Vasco só conseguiu chegar ao gol de Cássio aos 30 minutos. E mesmo assim num chute de fora de área de William Matheus. Depois de se livrar de três marcadores, o lateral-esquerdo arriscou de fora de área, mas o chute saiu fraco, sem perigo,

O Corinthians assustou com Romarinho, mas o atacante quis testas Prass de fora da área, e acabou mandando nas mãos do goleiro. Mas os paulistas continuaram com mais volume de jogo e mais próximo ao gol adversário. O Vasco tentava avançar nas jogadas com Carlos Alberto, que carregava demais a bola e se atirava no chão pedindo falta.

E mais uma vez o Corinthians chegou assustando. Aos 45 minutos, Douglas, de cabeça, quase abriu o marcador. A bola quicou e caprichosamente encobriu Prass, mas acabou passando por cima do travessão, morrendo na rede pelo lado de fora.

As duas esquipes voltaram sem alteração para a segunda etapa. E o panorama não mudou. O Corinthians continuou insistindo. Em chutes de longa distância, Ralf e Romarinho obrigaram Fernando Prass e fazer difíceis defesas. Numa delas, o goleiro deu rebote e Jorge Henrique, livre, conseguiu isolar.

Para tentar dar mais movimentação, o técnico Cristóvão Borges trocou Carlos Alberto por Felipe. Mas o Vasco não chegava ao gol corintiano. Tite, por sua vez, colocou Herrera no lugar de Jorge Henrique, buscando melhorar a finalização. Na sequência, Cristóvão também mexeu no ataque cruzmaltino. E com o mesmo objetivo: a finalização. O equatoriano Carlos Tenório, fora de combate por cinco após séria lesão no tendão de Aquiles, substituiu Eder Luis.

As mexidas do Vasco tornaram o time mais ofensivo. Com fome de bola, Tenório tentou o gol por duas vezes. O Vasco pressionou no fim, mas o Corinthians soube segurar o resultado.

FICHA TÉCNICA - VASCO 0 X 0 CORINTHIANS

Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data: 5 de agosto de 2012, domingo

Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Paulo H. Godoy Bezerra (SC)
Auxiliares: Roberto Braatz (PR) e Carlos Berkenbrock (SC)

Cartões amarelos: William Matheus, Wendel, Alessandro e Paulinho

VASCO: Fernando Prass; Auremir, Douglas, Fabrício e William Matheus; Nilton, Wendel, Juninho Pernambucano e Carlos Alberto (Felipe); Eder Luis (Tenório) e Alecsandro

Técnico: Cristovão Borges

CORINTHIANS: Cássio; Alessandro, Wallace, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Douglas e Danilo; Jorge Henrique (Herrera) e Romarinho (Luis Ramírez)

Técnico: Tite

Leia tudo sobre: vascocorinthiansbrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG