Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Felipão admite “um pouco de pânico” com série de desfalques

Técnico não pode contar com Valdivia, Román, Luan, Maikon Leite, Daniel Carvalho e Thiago Heleno

Gazeta |

O técnico Luiz Felipe Scolari aponta o excesso de desfalques como o grande problema do Palmeiras neste momento. Depois de mais um tropeço no Campeonato Brasileiro, o treinador lamentou a série de desfalques e reconheceu que deve sofrer na competição até voltar a contar com alguns dos principais jogadores.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Há uma situação momentânea que traz um pouco de pânico para nós", lamentou o treinador, que não pôde contar com Valdivia, Román, Luan, Maikon Leite, Daniel Carvalho e Thiago Heleno, entregues ao departamento médico, além do zagueiro Henrique, suspenso pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

Veja mais: Obina lamenta resultado negativo do Palmeiras e pede mais atenção

Sem os atletas, o Palmeiras perdeu por 1 a 0 para o Internacional, neste sábado, na Arena Barueri, e segue na zona de rebaixamento da competição. Como ainda requer tempo para ter o elenco completo, o técnico admite que a reação não será tão rápida no Brasileirão.

"Não dá para cobrar mais, é uma questão de departamento médico. Estes jogadores não voltam antes de três ou quatro rodadas, porque há jogos de domingo e quarta. Poderíamos empatar um e perder outro, mas não está fácil de organizar isso", comentou.

Felipão ainda citou o sacrifício feito por alguns jogadores para entrar em campo, mas tirou a responsabilidade de quem não suporta atuar, como o meia Valdivia, que reclama de dores na coxa esquerda.

Leia mais: Palmeirenses sentem abalo no ambiente e preocupação com rebaixamento

"O Valdivia tem uma criatividade diferenciada, todo mundo sabe, mas não existe a chance de colocá-lo em campo sem condições. Hoje (sábado), o Assunção se superou, porque está com o joelho inchado e dolorido. Mas algumas lesões impedem o jogador de continuar, não dá para colocar em campo. O Luan já fez seu esforço e arrebentou de novo (na final da Copa do Brasil)", argumentou.

O Palmeiras amargou três derrotas consecutivas no Brasileirão (no meio da sequência, venceu o Botafogo, pela Sul-americana) e busca a recuperação justamente contra o clube carioca, na quarta-feira, pelo Nacional.

E ainda: Inter bate o Palmeiras, entra no G4 e afunda ainda mais o rival

"Vamos trabalhar a parte emocional, mas eles sabem perfeitamente o que acontece com o número de pontos. Infelizmente, estaremos em situação ruim até o fim do turno, porque não sabemos quando saem os jogadores do departamento médico", completou o técnico, depois do jogo válido pela 14ª rodada.

Ajude o time do Palmeiras a subir no ranking da Torcida Virtual

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG