Tamanho do texto

Goleiro já foi titular em três jogos e elogiou o ambiente de trabalho no clube baiano

Fora dos planos no Palmeiras, Deola tenta melhor sorte em Salvador
Gazeta Press
Fora dos planos no Palmeiras, Deola tenta melhor sorte em Salvador

Sem espaço no Palmeiras depois de perder a titularidade para Bruno, Deola desembarcou no Vitória há pouco mais de uma semana. Perguntado sobre a saída do clube paulista, o jogador preferiu não comentar se foi opção própria ou da diretoria.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O Vitória, no entanto, revela que já vinha procurando um goleiro e o nome de Deola surgiu como opção após o término da Copa do Brasil, vencida pelo Palmeiras.

Assim que se apresentou, o jogador foi escalado por Paulo César Carpegiani e já vai para o terceiro jogo. Para Deola, porém, o status de titular com que chegou não vai prejudicá-lo com os companheiros.

Leia: Palmeiras rebate Simon sobre gol anulado em 2009

"Os goleiros que já estavam no clube me trataram bem. O preparador de goleiros é uma pessoa criteriosa. Cheguei titular, mas todos têm chances", disse.

Deola estreou diante do CRB, no Barradão, há duas rodadas, partida vencida por 1 a 0 no final. Apesar de ter chegado já no meio do campeonato, a vitória deu mais confiança ao goleiro.

E ainda: Nei pede cuidado ao Internacional com Marcos Assunção

"Chegar com o campeonato em andamento é um pouco mais difícil, com certeza. Mas da maneira que fui tão bem recebido, do jeito que foi minha chegada, facilitou bastante. Me deu segurança e estrear ganhando é muito bom, principalmente diante da torcida, que lotou o estádio, apoiou o time e gritou meu nome", salientou.

 Acompanhe o Brasileirão em tempo real e com estatísticas no aplicativo iG Futebol

Revelado nas categorias de base do Palmeiras, Deola tem contrato com o Vitória até o fim da Série B. O goleiro já foi emprestado a outras equipes, como Guarani, Juventus, Grêmio-SP e Sertãozinho, e ganhou a vaga no gol palmeirense após a aposentadoria de Marcos.

Enquanto Felipão seguir à frente do clube paulista, um retorno parece improvável. Sem Deola, o técnico pode dar espaço no banco a outro goleiro tirado da base palmeirense, Raphael Alemão, de 23 anos.