Aos 36 anos, veterano está próximo de acertar novo vínculo com o time alviverde até o fim de 2013

O volante Marcos Assunção manifestou publicamente seu desejo de renovar o contrato no Palmeiras , e a diretoria do clube está disposta a estender o acordo. O vice-presidente de futebol alviverde, Roberto Frizzo, confirmou que já formulou a proposta para prorrogar o vínculo do meio-campista e pode apresentar o projeto nesta quinta-feira ao agente do jogador.

O Palmeiras acerta em renovar por mais um ano com Assunção? Opine!

Assunção voltou após se recuperar de tendinite
Getty Images
Assunção voltou após se recuperar de tendinite

"Ele quer permanecer no Palmeiras, e também queremos que ele fique. A proposta está estruturada e talvez amanhã (quinta) eu tenha uma reunião com o empresário dele para liquidar a questão, para que ele permaneça com a gente até o fim de 2013", afirmou o dirigente.

SUL-AMERICANA:  Com dois de Barcos, Palmeiras vence Botafogo

Inicialmente, a ideia do atleta era de abandonar os gramados em dezembro. Porém, titular e capitão do time de Luiz Felipe Scolari , Marcos Assunção acredita que ainda tem condições de contribuir para o Palmeiras em 2013 e gostaria de disputar a Copa Libertadores.Além disso, mesmo se assinar o novo contrato, o atleta de 36 anos explica que seguirá no clube apenas pelo tempo em que estiver rendendo em campo. Se constatar uma queda de produção na próxima temporada, o jogador pedirá para rescindir o novo acordo.

VEJA:  Autor de dois golaços, Barcos diz que Palmeiras está no "caminho certo"

"Minha prioridade é o Palmeiras, jamais falei que não seria, peguei amor muito grande pelo clube e pretendo encerrar a carreira aqui. Agora, se eu não me sentir mais útil, independentemente do tempo de contrato, vou ser o primeiro a chegar na diretoria, com respeito, para cancelar antes do fim", afirmou o atleta.

MAIS:  Murtosa minimiza ausência de Felipão e admite primeiro tempo ruim

Frizzo, por sua vez, brincou sobre as constantes declarações do meio-campista em relação ao filho Bryan, de apenas três anos e torcedor do Palmeiras. Para o vice-presidente, a vontade do garoto é preponderante para o jogador seguir no Palestra Itália: "O contrato atual dele foi feito até fim deste ano porque ele achava que não continuaria mais do que isso (no futebol). Mas ele está ligado ao grupo e tem o filho Bryan falando para ele permanecer, porque virou um palmeirense inveterado", concluiu o dirigente.

Ajude o Palmeiras a aumentar sua Torcida Virtual do iG Esporte

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.