Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ney Franco já vê "sua cara" no São Paulo e descarta poupar titulares na volta

Mesmo com vitória tranquila sobre o Bahia fora de casa, técnico quer força máxima no Morumbi, pela Sul-Americana

Gazeta | - Atualizada às

Como tem feito desde seu terceiro jogo no São Paulo, o técnico Ney Franco ressaltou a marcação do time na vitória por 2 a 0 sobre o Bahia, pela 1ª fase da Copa Sul-Americana, o que, segundo o comandante, é a sua "cara". Para manter o empenho que tanto lhe causa satisfação, o técnico já avisa: ninguém será poupado contra o time baiano, no dia 21, pelo jogo de volta da competição continental.

Ney Franco está fazendo bom trabalho no São Paulo? Opine!

"Não estamos classificados. Na partida da volta no Morumbi, vamos com o que temos de melhor", disse o treinador, sem valorizar o fato de que a equipe garantirá a classificação mesmo se perder por um gol de diferença em casa - derrota por saldo maior do que esse ou revés por 2 a 0 combinado a fracasso nos pênaltis elimina o time paulista.

O JOGO: Ceni marca, São Paulo vence o Bahia e abre vantagem na Sul-Americana

Vipcomm
"Vamos com o que temos de melhor", disse Ney

O discurso de que não haverá descanso já foi feito ao elenco. "O Ney falou que vamos jogar com o que temos de melhor, logicamente que observando a parte médica, clínica e física. A intenção é não priorizar nem o Brasileiro nem a Sul-americana. Ou melhor, priorizar as duas competições. Vamos jogar sempre com quem estiver melhor", afirmou Rogério Ceni.

Sem dar descanso, inclusive preparando força máxima também no domingo, contra o Sport, pelo Brasileiro, Ney Franco quer manter a melhora que tem detectado na equipe. E existe a necessidade de conquista dos três pontos no fim de semana, no Morumbi, para o time se aproximar das primeiras colocações da liga nacional.

MAIS: Pessimista, Luis Fabiano prevê longo tempo de molho mesmo antes de exame

"A equipe evoluiu muito na marcação. Estamos roubando a bola no campo do adversário e isso está fazendo a diferença. Tenho pedido muita intensidade nos jogos, só assim vai evoluir. Taticamente, o time já está ganhando uma cara", comemorou. O treinador sabe que seus comandados ainda não encantam, mas têm sido eficientes. "Não foi uma partida brilhante, mas foi o suficiente para uma competição onde o gol é muito importante", reiterou o chefe.

Ajude o São Paulo a aumentar sua Torcida Virtual do iG Esporte

Leia tudo sobre: São PauloSul-Americana 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG