Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Abreu desencanta e Figueirense empata com Atlético-GO na Sul-Americana

Atacante uruguaio fez seu primeiro gol por novo clube e garantiu empate por 1 a 1 em Goiânia

Gazeta | - Atualizada às

AE
Lance do jogo entre Atlético-GO e Figueirense

O uruguaio Loco Abreu finalmente desencantou no Figueirense. O jogador chegou a Florianópolis com o status de principal contratação da história do clube e conseguiu fazer jus ao rótulo atribuído pela torcida ao marcar o gol que evitou a derrota de sua equipe nesta quarta-feira. O time catarinense empatou por 1 a 1 com o Atlético-GO, no Serra Dourada, e poderá jogar por uma igualdade sem gols para se classificar à próxima fase da Copa Sul-americana.

O primeiro gol da partida foi marcado pelo goleiro Márcio, aos 37 minutos do primeiro tempo. O ídolo atleticano converteu a penalidade sofrida por Eron e colocou sua equipe em vantagem na partida. No entanto, o camisa 1 falhou ao rebater bola de Ronny para dentro da área e deixou Loco Abreu em condições de deixar tudo igual, aos 23 minutos da etapa complementar.

O próximo jogo entre as duas equipes será realizado na quinta-feira, dia 7, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. O Figueirense levará para o a sua casa a vantagem de jogar um empate sem gols. Caso o resultado se repita, a definição do confronto irá para a cobrança de pênaltis. Um triunfo por qualquer resultado garantirá o vencedor na etapa continental da Copa Sul-americana.

Futura Press
Loco Abreu marcou seu primeiro gol pelo Figueirense

O jogo
Atlético-GO e Figueirense vêm de atuações muito ruins no Campeonato Brasileiro e lutam para fugir da zona do rebaixamento nas últimas rodadas. O péssimo momento que as duas equipes vivem na competição ficou evidente dentro das quatro linhas do Serra Dourada. O jogo não empolgou os poucos torcedores que compareceram ao estádio e ficou por muito tempo preso na intermediária.

O lance que deu o cartão de visitas ao Figueirense surgiu aos 12 minutos de jogo, quando Ricardo Bueno perdeu grande chance na cara do goleiro Ricardo. Já aos 16, Loco Abreu ficou em condições de anotar o tento do Figueira, mas o bandeira marcou impedimento no lance.

Os times continuavam buscando o ataque e Márcio precisava se esforçar para evitar o avanço dos comandados de Hélio dos Anjos. O atleta espalmou chute perigo de Jackson, aos 18, e conseguiu reorganizar o seu setor defensivo nos minutos seguintes. Os gritos do arqueiro surtiram efeito e fizeram o clube partir para cima. Wesley, aos 21, chutou para fora, enquanto Joílson obrigou Ricardo a praticar boa defesa, aos 26.

O lance que mudaria o rumo da partida surgiu aos 35 minutos, em penalidade máxima marcada sobre Eron. O jogador foi derrubado por Doriva e conseguiu a chance que o Atlético-GO precisava para sair na frente. Capitão da equipe, Márcio tomou a bola e bateu no canto de Ricardo para abrir a contagem no Serra Dourada.

O Figueirense ainda tentou chegar em duas oportunidades no primeiro tempo, mas não conseguiu estufar as redes. Na primeira delas, Caio desperdiçou passe de Loco Abreu ao isolar por cima do gol adversário. Em seguida, o zagueiro Fred se lançou ao ataque e obrigou o goleiro a cair bem para evitar o gol.

Com a volta dos times para o segundo tempo de jogo, o torcedor goiano que foi ao estádio praticamente caiu no sono. Os dois times fizeram uma etapa muito fraca tecnicamente e só chegaram efetivamente ao ataque no gol marcado por Loco Abreu. O uruguaio viu Ronny chutar forte e Márcio dar rebote para frente. Bem posicionado, o centroavante esperou o jovem atleta catarinense dominar novamente e tocar no centro da área para deixar tudo igual, aos 32 minutos.

A monotonia do segundo tempo continuou se estendendo até o apito final do árbitro. O Figueirense chegou com perigo aos 35, quando Aloísio fez bela jogada individual e exigiu nova intervenção de Márcio na meta atleticana. O Dragão, por sua vez, assustou seu adversário com uma cabeçada de Diogo Campos, aos 39.

Antes do término da partida, o Figueirense teve um gol anulado pela arbitragem. Após cobrança para dentro da área goiana, o goleiro Márcio rebateu o desvio e deixou a bola viva nas proximidades de sua meta. Em meio ao confuso bate e rebate, Guilherme Lazaroni dominou na linha de fundo e trouxe para o seu pé bom para anotar o tento. No entanto, o bandeira já marcava a irregularidade, decretando o empate na estreia de ambas as equipes na Copa Sul-americana.

FICHA TÉCNICA - ATLÉTICO-GO 1 x 1 FIGUEIRENSE

Local: estádio Serra Dourada, Goiânia
Data: 1º de Agosto de 2012, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Péricles Cortez (RJ)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Marcelo Van Gasse (SP)
Cartões Amarelos: Ricardo Bueno (Atlético-GO); Ricardo e Doriva (Figueirense)

Gols: Márcio, aos 37 minutos do primeiro tempo e Loco Abreu, aos 32 minutos do segundo tempo

A TLÉTICO-GO: Márcio; Marcos, Gabriel, Gustavo, Eron; Marino (Dodó), Ernandes, Joílson e Wesley (Diogo Campos); Ricardo Bueno e Patric (Vanderlei)
Técnico: Jairo Araújo

FIGUEIRENSE: Ricardo; Doriva, Fred, Anderson Conceição e Guilherme Santos; Jackson, Túlio e Guilherme Lazaroni; Caio (Ronny), Julio Cesar (Aloísio) e Loco Abreu (Wilson Pittoni)
Técnico: Hélio dos Anjos

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG