Tamanho do texto

Sem Dedé, suspenso, Fabrício deve ser o companheiro de Douglas, que se recupera de lesão. Caso não jogue, Nílton será improvisado

Jogar desfalcado já virou rotina para o técnico Cristóvão Borges. O treinador, nestas 13 rodadas de Campeonato Brasileiro, se viu por diversas vezes sem meio time na competição. Domingo, o vice-líder enfrenta o Corinthians, em São Januário, e o comandante vascaíno não terá Felipe e o zagueiro Dedé, suspensos. Para o lugar do meia, a solução é Juninho Pernambucano. A dor de cabeça está no substituto do defensor.

Deixe seu comentário sobre o desempenho da defesa do Vasco

Nílton entra na zaga em último caso de Douglas e Renato Silva não puderem jogar
AE
Nílton entra na zaga em último caso de Douglas e Renato Silva não puderem jogar

Dedé, convocado para a seleção brasileira na manhã desta segunda-feira , fez dez partidas desde que voltou de lesão, em junho, e vinha recuperando a forma. Ele atuou ao lado de Douglas nos últimos seis compromissos. Juntos, sofreram apenas um gol – melhor desempenho das duplas de zaga do time este ano.

Leia mais:  Vasco finalmente anuncia contratação de Jonas

Sem Rodolfo, machucado, Cristóvão espera que o clube resolva logo a situação de Renato Silva – ainda sem o contrato registrado na CBF. Do contrário, o setor será formado por Douglas, de 22 anos, e Fabrício. Esta formação jamais atuou na competição.

Veja também:  Dedé volta a fazer parte da lista de Mano depois de 5 meses

O medo maior, no entanto, fica por conta da recuperação de Douglas, já que sofrera uma pancada na coxa esquerda no empate em 0 a 0 com o Internacional, no sábado. Caso seja vetado, Cristóvão deve optar por Nilton jogando improvisado ao lado de Fabrício.