Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Márcio e Jairo Araújo comemoram empate do Atlético-GO em Recife

Jogando na estádio da Ilha do Retiro, equipe goiana ficou no zero a zero com o Sport

Gazeta |

Depois de vencer o São Paulo com autoridade por 4 a 3, o Atlético-GO planejava dar sequência à reação no Campeonato Brasileiro diante do Sport neste domingo. O empate em 0 a 0, porém, não foi lamentado pela equipe goiana, que preferiu tratar o resultado de maneira positiva.

Deixe sua mensagem e comente a notícia com outros torcedores

"Tem que ser comemorado esse empate. O campeonato brasileiro é difícil, o Sport é uma equipe qualificada, nos pressionaram e saímos com um ponto. A gente tem que ter calma, é uma reformulação desta equipe e no meio da competição. Não tem essa de justiça, nós empatamos com um time bom fora de casa, tem que comemorar e não lamentar", afirmou o goleiro Márcio rebatendo o companheiro Marcos, que tratou o empate com os pernambucanos como injusto.

O técnico Jairo Araújo endossou o discurso do capitão Márcio na entrevista coletiva após a partida em Recife: "Ganhamos pontos fora de casa e não sofremos gols, o que é bom para a equipe, então tem que comemorar. No primeiro tempo ficamos bem a vontade, tivemos algumas chances e pecamos no último passe. No segundo tempo foi na raça, os jogadores que entraram correram muito também. O grupo está fechado para seguirmos nessa reação".

Perguntado sobre os criticados Bruninho e Patric, o comandante não hesitou em defender seus jogadores. "O Bruninho foi ótimo. Um garoto de 18 anos entrar e enfrentar uma torcida como essa, uma equipe forte como o Sport não é fácil. Ele deu algumas vaciladas, mas é normal pela idade. Aos poucos ele vai corrigindo esses erros. O Patric é muito importante para segurar os zagueiros, ter jogadas aéreas no ataque e ajudar nas bolas paradas defensivas", finalizou.

Leia tudo sobre: brasileirão 2012atlético-gomárciojairo araújoempate

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG