Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sem pensar em novo contrato, Ceni avisa que clube não lhe deve favor

Contrato do goleiro com o São Paulo termina no final do ano e renovação dependerá das condições físicas

Gazeta |

Vipcomm
Rogério Ceni está próximo de voltar aos gramados

No fim deste ano, acaba o contrato de Rogério Ceni com o São Paulo. E o goleiro, que volta a jogar neste domingo após seis meses se recuperando de cirurgia no ombro direito, não quer nem pensar se opta pela aposentadoria. Tudo vai depender das condições que ele mostrar no resto da temporada. E o ídolo já avisa: que nem cogitem a renovação por favor.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"O meu projeto é até dezembro deste ano, quando acaba o meu contrato. Vamos analisar mais do que isso em outubro, novembro, dezembro, sem pressa nenhuma nem obrigação. Eu me sinto bem. Tudo passa por este jogo de domingo contra o Flamengo", disse o camisa 01, que, ao ser operado, ouviu da diretoria o interesse de prorrogar o vínculo por, ao menos, mais seis meses.

Veja mais: Ceni e Luis Fabiano são confirmados entre os relacionados do São Paulo

"Mas não houve conversa nem quero que haja. Ninguém deve favor para mim aqui. Vou completar em setembro 22 anos em um clube que sempre me tratou bem. Ninguém me deve absolutamente nada. Se eu e o clube acharmos que tenho condições de ficar, é justo. Se acharmos que não, sem problema", opinou.

Leia mais: Rogério Ceni pede reforços e torce pela permanência de Lucas

Rogério Ceni até enaltece Denis, que o substituiu nesta temporada e foi contratado há mais de três anos para ser o seu sucessor. "O Denis foi muito bem. Errou em alguns jogos como eu e tantos outros goleiros, mas tem muita explosão, agilidade, está no auge da sua condição física e deve evoluir mais, é natural. Ele será ainda melhor com o passar dos meses. Quem sabe no ano que vem já não está jogando?"

Veja também: Rogério Ceni pede que torcida não cobre Luis Fabiano de forma isolada

No Tricolor desde 7 de setembro de 1990, o recordista de jogos pela equipe avisa que, de sua parte, existe apenas gratidão, e que ele não merece nenhuma vaga obrigatória no clube após se aposentar. "Este clube fez muito por mim. Tenho eterna gratidão ao São Paulo e orgulho por jogar futebol neste clube, com esta estrutura."

E ainda: Dorival faz primeiro coletivo e barra filho de Bebeto no Flamengo

O foco do goleiro de 39 anos, agora, é estar pronto para estrear neste ano contra o Flamengo no Morumbi. "Com tantas horas de fisioterapia, o meu projeto é me colocar bem e em condições de jogar no domingo. Foram seis meses treinando, quatro semanas consecutivas em que só não trabalhei no campo aos domingos. Estou focado é no jogo de domingo", apontou.

Ajude o time do São Paulo a subir no ranking da Torcida Virtual

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG