Tamanho do texto

Palmeiras estava melhor em partida quando viu Souza abrir o placar após lance duvidoso

O técnico Luiz Felipe Scolari mudou a forma de reclamar da arbitragem após a derrota do Palmeiras para o Bahia nesta quinta-feira. A habitual "bufada" que costuma seguir suas ríspidas reclamações foi substituída pelo bom humor. O treinador sugeriu que o árbitro Antonio Frederico de Carvalho Schneider, do Rio de Janeiro, teria chegado ao orgasmo quando anotou pênalti aos 23 minutos do primeiro segundo em cima de Lulinha.

Veja a classificação completa e os próximos jogos do Campeonato Brasileiro

"Estava num êxtase...Ele foi com um tesão para marcar o pênalti... Deve ter gozado", disse Felipão. No lance, Arthur encostou nas costas do jogador do Bahia e ele caiu dentro da área. "Não vou falar mais de arbitragem", completou o técnico, que teme ser punido pelo STJD por conta das últimas declarações.

Os jogadores do Palmeiras também reclamaram do lance que iniciou a vitória do Bahia em Barueri. "Não dá para entender o que ele viu ali naquele lance. Soubemos que esse juiz não trabalha desde janeiro e agora ele vem apitar um jogo nosso. Foi muito mal", disse o lateral-esquerdo Juninho.

O Palmeiras volta a jogar no domingo, em Belo Horizonte, contra o Cruzeiro. Já o Bahia, algoz palmeirense nesta quinta-feira, recebe o Corinthians em Salvador.

Veja fotos das partidas desta quinta-feira no Campeonato Brasileiro