Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Novo camisa 9, peruano se encanta com torcida do Corinthians em estreia de 8min

"Essa torcida é incrível, apóia os 90 minutos, e é disso que precisamos", disse o atacante Guerrero

iG São Paulo | - Atualizada às

Sentado no banco de reservas, o atacante Paolo Guerrero escutou a torcida do Corinthians gritar seu nome na etapa final da vitória alvinegra por 2 a 0 no jogo de quarta-feira, contra o Cruzeiro, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, e entrou em campo aos 41 minutos. A estreia do novo camisa 9 foi rápida, mas suficiente para que ele se encantasse com a torcida alvinegra.

A torcida do Corinthians é a mais fanática do país? Deixe seu comentário!

"Queria jogar um pouquinho mais, mas foi importante porque conseguimos somar três pontos. Uma vitória muito importante. Essa torcida é incrível, apóia os 90 minutos, e é disso que precisamos", disse o peruano, contratado há duas semanas do Hamburgo, da Alemanha.

O JOGO: Corinthians bate Cruzeiro e engrena após título da Libertadores

Gazeta Press
Tite: "Torcida já tem um novo guerreiro"

Ao contrário do que ele prefere, a torcida gritou "Guerrero" em vez de "Paolo", como está grafado abaixo do número 9, que pertencia até o começo do mês a Liedson. Mas isso é o de menos. O que importa para Tite é que o novo reforço, mesmo em apenas oito minutos, mostrou-se integrado ao time:"Na primeira jogada em que ele participou, saiu de trás do volante para pressionar. Logo em seguida, nós conseguimos retomar a posse de bola. Então ele vem com esse espírito competitivo que tem o Corinthians", elogiou o treinador.

MAIS: Paulinho comemora aniversário com gol, mas diz que maior presente é a torcida

A programação inicial era de que só estreasse no domingo, diante do Bahia, por estar desde o mês passado em férias. Com trabalhos sob orientação do preparador físico Fábio Mahseredjian, esse tempo foi encurtado, e ele foi relacionado pela comissão técnica para ser opção ao longo da partida.

VEJA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

"O ideal é que ele tenha mais tempo para trabalhar, mas eu não poderia abrir mão de ter um jogador da qualidade dele. Ele teve boa vontade e disse que poderia contar com ele", acrescentou Tite, que, assim como gosta a torcida, tem à disposição um novo "guerreiro".

Ajude o Corinthians a aumentar sua Torcida Virtual do iG Esporte

Leia tudo sobre: CorinthiansBrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG