Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Obina promete sacrifício para brilhar em dupla com Barcos no Palmeiras

Avante terá de jogar mais recuado para jogar ao lado do argentino no ataque da equipe do Palestra Itália

iG São Paulo |

Apesar da boa partida - com direito a gol e assistência - contra o Náutico no último final de semana, Obina não recebe tratamento diferenciado no Palmeiras. Recém-chegado do Shandong Luneng, da China, o atacante se mostrou disposto a se sacrificar pelo time para atuar ao lado do centroavante Barcos. Liberado para retornar à equipe, o argentino deve voltar ao time nesta quinta-feira, contra o Bahia, em Barureri.

Gazeta Press
Obina deve fazer sua primeira partida com a companhia do argentino Hernan Barcos no ataque

Deixe sua mensagem e comente a notícia com outros torcedores

Obina, que costuma atuar mais próximo a grande área, terá de ceder o espaço a Barcos, que tem maior facilidade em prender os zagueiros e fazer as jogadas de pivô. O rascunho do posicionamento dos atletas, prováveis titulares do jogo contra o Bahia, em Barueri, foi feito no treino desta quarta-feira pelo técnico Luiz Felipe Scolari.

Leia:  Na "casa" palmeirense, Bahia faz último treino antes da estreia de Caio Júnior

"Eu quero jogar, independentemente da posição, quero estar em campo. Quando comecei pelo Vitória, eu jogava mais pelos lados do campo, tentando encontrar o companheiro de ataque para dar assistências e também procurava aproveitar as minhas chances", explicou o atleta, contratado recentemente para a sequência do Campeonato Brasileiro.

Obina está ciente da importância de contar com uma sequência como titular no Palmeiras para se adaptar rapidamente ao esquema de jogo imposto por Luiz Felipe Scolari. "Ter sequência para jogar é sempre bom, não sei até quanto será, mas tentarei aproveitar ao máximo para jogar", confirmou.

Leia mais: Com propostas, Valdivia deve ficar, mas sente dor e vira dúvida no Palmeiras

Gazeta Press
De volta após lesão, Barcos deve fazer Obina mudar de posição

Além de obrigações ofensivas, Barcos e Obina terão de contribuir com a marcação, uma exigência já conhecida no Palestra Itália. O técnico Luis Felipe Scolari coloca responsabilidade semelhante nos dois atacantes no trabalho defensivo normalmente realizado por outros atacantes, como Mazinho e Luan.

"A orientação é para revezar. Se a bola estiver do lado direito, eu tenho que tentar defender. Se o Barcos estiver do lado esquerdo, vai tentar ajudar na marcação, e eu vou para a posição de centroavante. Precisamos fazer de tudo para ir bem no jogo e atuar bem", reforçou Obina.

E mais: Marcos Assunção faz 36 anos e celebra ápice da carreira no Palmeiras

Na primeira experiência em jogos oficiais, a dupla Barcos e Obina lamenta a falta da principal opção alviverde na armação: Valdívia está fora da equipe após sentir dores na região do adutor da coxa esquerda. No confronto contra o Bahia, Daniel Carvalho é o favorito para a posição, mas Mazinho também pode exercer a função.

Leia tudo sobre: brasileirão 2012palmeirasobinabarcosretornoataque

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG