Tamanho do texto

Oswaldo de Oliveira pode escalar Andrezinho ou Vítor Júnior no lugar do holandês no clássico

O técnico Oswaldo de Oliveira não confirmou a presença do meia Seedorf no clássico diante do Vasco , nesta quarta-feira, no Engenhão, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro . O comandante botafoguense admitiu que o jogador ainda está longe de sua melhor forma física, e pode poupá-lo no que seria sua segunda apresentação no time carioca.

Você acha que Seedorf fará sucesso no Botafogo? Deixe sua opinião!

Seedorf ainda precisa melhor forma física
Futura Press
Seedorf ainda precisa melhor forma física

"O time está noventa por cento garantido. Tenho duas possibilidades, dependo de alguns fatores. O principal é a recuperação do Seedorf. A outra é a estabilidade da equipe, que vinha jogando com o Fellype (Gabriel). Estou entre essas duas possibilidades", declarou, nesta terça-feira. "A presença do Seedorf Só depende dessa nossa avaliação".

VEJA:  Regular, estreia de Seedorf tem finalizações certas e boa assistência

Depois de escalar o holandês ao lado de Lucas Zen, Renato, Fellype Gabriel e Vitor Júnior diante do Grêmio, no final de semana, Oswaldo decidiu mexer na formação e promoveu a entrada de Andrezinho no treino desta terça-feira. Pior para Fellype Gabriel, que foi para o time reserva.

MAIS:  Clube da Arábia Saudita faz proposta por meia Andrezinho do Botafogo

Com a possibilidade de poupar Seedorf, o treinador explicou porque o manteve no time titular no treinamento desta terça, ao invés de montar o meio de campo com Fellype Gabriel e Andrezinho. "Não preciso testar o time com o Fellype porque a gente já vem vendo há bastante tempo".

Lima apresentado
A novidade do dia no Botafogo foi a apresentação do lateral-esquerdo Lima. Revelado nas categorias de base do Internacional, o jogador chegou ao time carioca sem grande badalação. Tímido, ele mesmo preferiu não fazer grandes promessas e disse que conquistará seu espaço em campo.

"Prefiro não falar muito, espero jogar primeiro. Mas sou um jogador que gosta muito de apoiar, procuro cumprir a parte defensiva também", avaliou. "Se dependesse da vontade de jogar, hoje já estaria pronto. Tenho que ver com a comissão técnica. Levarei uns 10 ou 15 dias para me adaptar ao pensamento da comissão técnica, ao time, pegar ritmo", completou, já planejando sua estreia.

Ajude o Botafogo a aumentar sua Torcida Virtual do iG Esporte