Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Zaga improvisada assegura invencibilidade no Vasco há 3 rodadas

Com Dedé voltando de lesão ao lado do inexperiente Douglas, time ainda não sofreu gol

Hilton Mattos - iG Rio de Janeiro | - Atualizada às

A defesa do Vasco contra o Botafogo, nesta quarta-feira, no Engenhão, será formada mais vez por Dedé e Douglas. Será a quarta vez seguida que os dois atuam lado a lado neste Campeonato Brasileiro. E o saldo tem sido extremamente positivo.

O que você tem achado da dupla formada por Dedé e Douglas? Comente.

Sem Rodolfo, machucado, e Renato Silva, sem o contrato registrado na CBF, o técnico Cristóvão Borges optou por Douglas, de 22 anos, no setor - abrindo mão de Fabrício. Ele estreou contra o Atlético-GO – enfrentando, na sequência, São Paulo e Santos. O Vasco não sofreu um gol sequer. E mais: a grata revelação de São Januário marcou um – o primeiro da vitória de 2 a 0 sobre os santistas, sábado.

Futura Press
Douglas marcou o primeiro gol do Vasco sobre o Santos

Para o compromisso diante da equipe de Seedorf, pela 12ª rodada da competição, Renato Silva, de volta ao Brasil após rescindir contrato com o Shandong Luneng, está fora mais uma vez. Além de a documentação não estar regularizada, o jogador, fora de forma, não terá condições de atuar, já que não treina há uma semana.

Leia mais: Renato Silva segue fora contra o Botafogo e pode ser desfalque no sábado

Com isso, Douglas, mais confiante após o gol marcado no fim de semana, terá nova oportunidade ao ado de Dedé.

Veja também: Substituto de Diego Souza, Carlos Alberto se anima com atuação

“Tivemos chance de levar gol em outras partidas. Mas estamos progredindo. Aos poucos, estamos ganhando segurança. E isso nos ajuda. Estou feliz pelas minhas atuações. A defesa estando bem ajuda a dar consciência tática ao time”, disse Douglas.

Antes, a dupla foi formada por Renato Silva e Rodolfo, e quando Dedé voltou de lesão - dois meses fora em razão de um edema ósseo -, contra o Bahia, o setor passou a ser formado pelo Mito e Rodolfo, que precisou operar o menisco e deu lugar a Renato Silva. Resumindo: em oito rodadas – ou seja, antes da entrada de Douglas -, o Vasco havia sofrido nada menos do que 11 gols.

Leia tudo sobre: VascoDouglasdedéBrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG