Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Borges desencanta, Cruzeiro vence o Flamengo e aumenta pressão em Joel

Atacante marcou o primeiro gol pelo time mineiro e deixa Joel Santana novamente ameaçado no Fla

iG Rio de Janeiro | - Atualizada às

O Cruzeiro contou com o faro de artilheiro do atacante Borges, que marcou seu primeiro gol com a camisa do time mineiro, para derrotar o Flamengo por 1 a 0 na tarde deste domingo, no estádio Independência, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. Apesar de ter criado as melhores chances ao longo da partida, o Flamengo pecou pela falta de competência nas finalizações e acabou derrotado, aumentando a pressão sobre o técnico Joel Santana.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Com a vitória, o Cruzeiro chega aos 20 pontos e sobe uma posição, na quinta colocação. O time havia entrado no G-4, mas foi ultrapassado pelo Grêmio, que venceu o Botafogo por 1 a 0 na sequência da rodada, na estreia de Seedorf.

Veja a classificação atualizada do Campeonato Brasileiro 

O Flamengo, por sua vez, estaciona na 10ª colocação, com 15 pontos. O Cruzeiro volta a campo na próxima quarta-feira, às 21h50, contra o Corinthians, no Pacaembu. O Flamengo recebe a Portuguesa um dia depois, às 21h, no Engenhão.

Leia mais: Diretoria se cala sobre Joel, que elogia atuação e projeta o futuro no Fla

O técnico Celso Roth levou a campo a formação esperada, com Mateus e Charles substituíndo o zagueiro Léo e o volante Tinga, respectivamente, além de Marcelo Oliveira na lateral esquerda, no lugar do suspenso Diego Renan.

Futura Press
Borges marcou seu primeiro gol pelo Cruzeiro neste domingo

No Flamengo, pressionado após a goleada sofrida para o Corinthians no meio de semana, Joel Santana escalou um time mais forte na marcação, com Amaral, Ibson, Luiz Antonio e Renato Abreu, tendo apenas o jovem Adryan ao lado de Vagner Love.

Leia mais: Celso Roth celebra vitória sobre o Fla, mas ainda vê Cruzeiro "longe do ideal"

A partida começou bastante movimentada, com os dois times buscando o ataque quando tinham a posse de bola, verticalizando as jogadas. A primeira chance foi do Flamengo, em cabeçada para fora de Vagner Love aos nove minutos.

E ainda: Jogadores do Fla isentam Joel Santana de culpa pela má fase do time

O Cruzeiro avançava principalmente pelo lado direito do ataque, com Ceará explorando os espaços deixados por Ramon. Aos 18 minutos, William Magrão quase abriu o placar com um belo chute de perna esquerda da entrada da área.

Veja também: José Aldo usa o Twitter para pedir a demissão de Joel no Fla

Após os 30 minutos de jogo, o Flamengo passou a dominar mais a partida. Amaral não deixava espaços para Montillo e o time da casa tinha dificuldades em armar as jogadas e passar do meio-campo. Foram três boas chances para o time de Joel Santana abrir o placar, mas o clichê de 'quem não faz, toma' voltou a assombrar o rubro-negro.

Leia mais: Presidente do Villareal também fecha as suas portas para Riquelme

Aos 35, em chute de Renato Abreu que Fábio defendeu em dois tempos, quatro minutos depois, com Vagner Love, que saiu na cara do goleiro cruzeirense, mas chutou mal, e aos 41, em cruzamento de Adryan para Ramon, que Mateus afastou na hora do chute.

Superior, o Flamengo foi punido praticamente no último lance da primeira etapa. Após bom cruzamento de Ceará, Borges se antecipou e cabeceou para abrir o placar no Independência, marcando seu primeiro tento com a camisa do Cruzeiro e encerrando um jejum de oito jogos (contando as partidas com o Santos) sem gols.

Os times voltaram do intervalo sem mudanças e a segunda etapa começou mais faltosa, com três cartões amarelos em pouco mais de 10 minutos. Com a necessidade de atacar para reverter a desvantagem, o Flamengo pressionava mais. Ibson, com um belo chute rasteiro de fora da área, chegou perto do empate, mas Fábio espalmou para escanteio.

O jogo foi perdendo qualidade, com poucas jogadas de perigo para os dois lados. O técnico Celso Roth tentou dar mais força na marcação e velocidade ao ataque, trocando Charles e Welliington Paulista por Sandro Silva, que fazia sua estreia, e Elber. 

Joel Santana respondeu com a entrada de Hernane e Camacho para a saída de Adryan e Renato Abreu. A torcida do time carioca não gostou da primeira mudança e chamou o treinador de 'burro'. 

Aos 33, um lance inacreditável. Léo Moura avançou pela direita, cruzou, Love tentou, Fábio defendeu, a bola bateu no travessão, e novamente o goleiro salvou. Um lance que representou a atuação do time carioca: incompetência ofensiva.

O Flamengo ainda ensaiou uma pressão nos minutos finais, principalmente na bola parada, mas com boas intervenções do goleiro Fábio e a marcação firme, o time mineiro conseguiu garantir a importante vitória que o coloca, ao menos por enquanto, no G-4.

FICHA TÉCNICA - CRUZEIRO 1 X 0 FLAMENGO
Campeonato Brasileiro 2012 - 11ª rodada
Local: estádio Independência, em Belo Horizonte-MG
Data: 22 de julho de 201, domingo
Horário: 16h (horário de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes
Assistentes: Altemir Hausmann e Bruno Boschilia
Cartões amarelos: Charles, Marcelo Oliveira (CRU); Amaral e Marllos (FLA)

GOLS
CRUZEIRO: Borges, aos 44 minutos do primeiro tempo 

CRUZEIRO: Fábio; Ceará, Mateus, Rafael Donato e Marcelo Oliveira; Leandro Guerreiro, William Magrão, Charles (Sandro Silva) e Montillo; Borges (Anselmo Ramon) e Wellington Paulista (Elber)
Técnico: Celso Roth

FLAMENGO: Paulo Victor, Lenardo Moura, Marcos González, Marllon e Ramón; Amaral, Luiz Antonio (Matteus), Ibson, Renato Abreu (Camacho) e Adryan (Hernane); Vagner Love
Técnico: Joel Santana

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG