Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vasco vence o São Paulo no Morumbi e torcida protesta contra Juvenal Juvêncio

Fagner marcou o gol da vitória do carioca e presidente do São Paulo foi xingado durante boa parte do segundo tempo

iG São Paulo | - Atualizada às

O Vasco mostrou porque é apontado como um dos grandes favoritos ao título do Campeonato Brasileiro. Com gol do lateral-direito Fagner, o time de São Januário venceu o São Paulo por 1 a 0, nesta quarta-feira, no Morumbi. Revoltada com a superioridade do rival, a torcida são-paulina xingou o presidente Juvenal Juvêncio durante boa parte do segundo tempo.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Com o resultado, o Vasco chegou aos 23 pontos e segue na vice-liderança da competição, dois pontos atrás do Atlético-MG, que venceu o Internacional. Já o São Paulo, com 16 pontos, perdeu duas posições e ficou em sétimo.

Veja a classificação do Campeonato Brasileiro

Agora, na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o time paulista entra em campo no domingo à tarde diante do Figueirense, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. Um dia antes, o time carioca atua contra o Santos, a partir das 18h30, no estádio de São Januário.

Futura Press
Fágner recebe o cumprimento de Dedé após abrir o placar para o Vasco

O jogo

A partida desta quarta-feira marcou a estreia de dois jogadores. Pelo São Paulo, Ney Franco barrou Casemiro e escalou o time com João Schmidt, volante recém-promovido da base tricolor. No Vasco, por causa de alguns desfalques, Cristóvão Borges promoveu a entrada do volante Wendel, que estava no Al-Shabab, da Arábia Saudita.

O São Paulo começou melhor no jogo e criou a primeira chance de perigo aos sete minutos. Luis Fabiano recebeu passe de Jadson, driblou o zagueiro Dedé e chutou para a defesa de Fernando Prass. Dois minutos depois, Cícero arriscou a bomba de fora da área e acertou a trave do time carioca.

Após o susto, o Vasco entrou no jogo e respondeu aos 12 minutos. Willian Barbio fez boa jogada pela direita e cruzou rasteiro para Diego Souza. Livre na grande área, o camisa 10 chutou para fora, tirando tinta da trave de Denis.

Aos 28 minutos, o técnico Ney Franco precisou fazer a primeira substituição no jogo. O atacante Osvaldo sentiu uma lesão na virilha e saiu para a entrada de Rafinha. Um minuto depois, Juninho Pernambucano bateu falta venenosa e acertou o travessão do São Paulo.

Melhor jogador em campo no primeiro tempo, Juninho criou outra boa jogada aos 34 minutos. O experiente jogador carregou a bola e chutou com curva para difícil defesa do goleiro tricolor.

Apertando a saída de bola, o time carioca controlou as ações e terminou a primeira etapa jogando melhor que a equipe do Morumbi. Irritada, a torcida do São Paulo vaiou o time e pediu raça aos jogadores quando o árbitro encerrou o primeiro tempo.

Preocupado com o desempenho do time, Ney Franco resolveu mexer no intervalo e sacou João Schmidt para a entrada de João Felipe. Mesmo com três zagueiros, o São Paulo não conseguiu evitar o gol do Vasco logo aos três minutos. Fagner tabelou com William Barbio, invadiu a área e chutou a bomba. A bola ainda bateu na mão de Denis antes de morrer no fundo do gol.

Para piorar a vida do São Paulo, o volante Rodrigo Caio colocou a mão na bola, levou o segundo cartão amarelo e deixou o time da casa com um jogador a menos aos 12 minutos.

Com a vantagem numérica, o Vasco seguiu controlando as ações e quase ampliou a vantagem aos 30 minutos. Juninho Pernambucano chutou de fora da área no ângulo e o goleiro Denis conseguiu espalmar.

Nos acréscimos, em rápido contra-ataque, o meia-atacante Carlos Alberto apareceu livre na cara do gol e chutou em cima do goleiro são-paulino. Após o apito final, a torcida do São Paulo voltou a vaiar seus jogadores.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 0 X 1 VASCO

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 18 de julho de 2012, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Renda: R$ 306.369,00
Público: R$ 10.247 pagantes
Assistentes: Kléber Lúcio Gil (SC) e Rafael da Silva Alves (RS)
Cartões amarelos: Rhodolfo (São Paulo)
Cartões vermelhos: Rodrigo Caio (São Paulo)
Gol: Fagner aos quatro minutos do segundo tempo.

SÃO PAULO: Denis; Douglas, Rafael Toloi, Rhodolfo e Cortez; Rodrigo Caio, João Felipe Schmidt (João Filipe), Cícero e Jadson; Osvaldo (Rafinha) e Luis Fabiano
Técnico: Ney Franco

VASCO: Fernando Prass; Fagner, Dedé, Douglas e William Matheus; Nilton, Wendel (Carlos Alberto), Juninho Pernambucano e Diego Souza (Diego Rosa); Wiliam Barbio e Alecsandro
Técnico: Cristóvão Borges


Leia tudo sobre: VascoSão PauloJuvenal JuvêncioBrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG