Tamanho do texto

Com 100% de aproveitamento em casa, time paulista terá pela frente um adversário que mais um vez entra em campo cheio de desfalques

São Paulo e Vasco ainda não ostentam campanhas firmes no Campeonato Brasileiro , mas contam com um desempenho que lhes permite sonhar com a liderança da competição. E o objetivo passa pelo confronto entre ambos às 21h50 desta quarta-feira, no Morumbi, quando os dois têm a chance de arrancar rumo à ponta.

O que você está achando de São Paulo x Vasco? Quem vence?

Ney Franco estreou empatando com o Palmeiras e quer se reabilitar em cima do Vasco
Vipcomm
Ney Franco estreou empatando com o Palmeiras e quer se reabilitar em cima do Vasco

Quem está mais perto são os cariocas. Com 20 pontos, a equipe de São Januário inicia a rodada em segundo lugar e, se vencer, pode roubar a primeira colocação do Atlético-MG  (22). O time tricolor ainda precisa ir mais longe, já que não está nem na zona de classificação para a Libertadores: ocupa a quinta posição com os mesmos 16 pontos do Botafogo, atrás por ter saldo de gols menor.

Leia mais:  Rhodolfo cobra mais vibração de time do São Paulo

Os anfitriões, porém, têm como trunfo exatamente o fator casa. O time conquistou todos os 12 pontos que disputou como mandante, e só sofreu um gol nos quatro jogos que realizou no Morumbi. E será também a estreia do zagueiro Rafael Toloi após decepcionarem no empate com o Palmeiras, domingo, na Arena Barueri - a equipe teve má atuação e o defensor cometeu pênalti defendido por Denis.

Veja também:  Auremir chega ao Vasco elogiando Léo Moura

 "O Vasco vem fazendo boas partidas, está lá em cima da tabela. Temos que tomar cuidado. Vamos estudar os pontos fortes da equipe deles para entrar em campo e anular os pontos positivos deles", disse Denis.

São Paulo nega R$ 96 mi e United desiste de Lucas, diz jornal inglês

Para anular as vantagens vascaínas, a aposta deve ser em Rodrigo Caio, já que Denilson terá que cumprir suspensão por ter recebido o terceiro cartão amarelo. Ney Franco mal treinou a equipe, mas, como pede paciência, deve dar nova oportunidade ao meio-campo com Casemiro e Cícero pelos lados para levar a bola da defesa para Jadson.

Cristóvão deve antecipar estreia de Wendel contra o São Paulo

A ordem é se recuperar após empatar mesmo com um a mais desde o início do segundo tempo contra o Palmeiras.

"É um jogo chave, não podemos pensar em perder, ainda mais em casa contra um time que está na nossa frente. É um jogo difícil, contra um time que marca muito, mas tenho certeza de que teremos estádio cheio. O Vasco é um adversário bom para jogar e a vitória será importante para colarmos nos líderes", falou Rhodolfo.

Wendel está longe da forma física ideal, mas se colocou à disposição de Cristóvão
Site oficial, Marcelo Sadio
Wendel está longe da forma física ideal, mas se colocou à disposição de Cristóvão

No Vasco, o técnico Cristóvão avisa que não está preocupado com o aproveitamento de cem por cento dos tricolores em casa. 

"Assustar, não assusta. Nós respeitamos eles lá dentro, assim como todo mundo quando encara o Vasco aqui. Mas temos manter pé forte. Não estamoa preocupados, apenas vamos respeitar", comentou o treinador.

Para este jogo, o lateral-direito Fágner, livre de dores no tornozelo direito, reaparece na vaga de Max, que volta a ser opção no banco de reservas. Em compensação, o meia Felipe, que foi advertido com o terceiro cartão amarelo diante dos goianos, cede seu lugar a Carlos Alberto. Por questões burocráticas, o zagueiro Renato Silva, o volante Fellipe Bastos e o atacante Eder Luis continuam desfalcando o cruzmaltino.

Em razão dos desfalques, Cristóvão deve antecipar a estreia de Wendel. O meia, de 30 anos, está no clube há uma semana, deveria entrar em forma, mas numa conversa com o treinador ele se mostrou disposto a colaborar com o comandante. Tanto que viajou com a delegação para a capital paulista na tarde desta terça.

Assim, o meio-campo será formado por Nilton, Wendel, Juninho Pernambucano e Carlos Alberto. Neste caso, Diego Souza será avançado para jogar na frente com Alecsandro. 

Ao todo, o Vasco terá seis desfaques. Cristóvão não contará com Renato Silva, Rodolfo, Eduardo Costa, Fellipe Bastos, Felipe e Eder Luis. Sem falar qie por pouco não perde também Nilton e Fágner.

O treinador admitiu que não passava pela cabeça chegar a esta fase crítica da competição, na qual o objetivo é somar pontos e acumular “gorduras”, com o problema que vem enfrentando. Das seis ausências, três são por documentação – Bastos, Eder e Renato. Eduardo e Rodolfo estão machucados. E Felipe, suspenso.

“A gente quando faz uma projeção sempre pensa com otimismo. Não para para ver tanta dificuldade. São muitas perdas, e num momento da escada ascendente em termos de dificuldade. Mas é um problema, temos que resolver”, queixou-se o comandante vascaíno.

FICHA TÉCNICA -  SÃO PAULO X VASCO

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 18 de julho de 2012, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Assistentes: Kléber Lúcio Gil (SC) e Rafael da Silva Alves (RS)
Assistentes adicionais: Edmundo Alves do Nascimento e José Acácio da Rocha (ambos de SC)

SÃO PAULO: Denis; Douglas, Rafael Toloi, Rhodolfo e Cortez; Rodrigo Caio, Casemiro, Cícero e Jadson; Osvaldo e Luis Fabiano
Técnico: Ney Franco

VASCO: Fernando Prass; Fagner, Dedé, Douglas e Thiago Feltri; Nilton, Wendel, Juninho Pernambucano e  Carlos Alberto; Diego Souza e Alecsandro
Técnico: Cristóvão Borges