Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vasco joga mal, mas vence Atlético-GO e retoma vice-liderança

Time carioca conta com gol contra do zagueiro Gabriel para conquistar vitória por 1 a 0 e seguir na cola do líder Atlético-GO

Gazeta |

O Vasco não teve uma de suas melhores atuações, mas conseguiu bater por 1 a 0 o Atlético-GO, neste domingo, em São Januário, pelo Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time carioca recupera a vice-liderança da comeptição, com 20 pontos. Já os goianos seguem na lanterna. O gol da vitória carioca foi marcado pelo zagueiro Gabriel, contra, no primeiro tempo.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Os donos da casa foram melhores na etapa inicial e abriram o placar quando Juninho Pernambucano cobrou falta, Alecsandro desviou de cabeça e o zagueiro Gabriel tentou tirar, mas acabou colocando para a própria rede. O Vasco desperdiçou boas chances de ir para o intervalo com um placar mais elasticado e acabou sofrando uma pessão no segundo tempo. O Atlético-GO chegou a colocar duas bolas na trave de Fernando Prass, mas acabou sendo derrotado mais uma vez no Brasileiro.

Acompanhe o Brasileirão em tempo real e com estatísticas no aplicativo iG Futebol

Na próxima rodada, O Vasco vai encarar o São Paulo, na quarta-feira, no Morumbi. Já o Atlético-GO entra em campo no dia seguinte contra o Figueirense, no Serra Dourada.

O jogo

As duas equipes começaram a partida cautelosas, valorizando a posse de bola e marcando muito. O Vasco tentava pressionar, mas errava muitos passes. O Atlético-GO não se encolhia e buscava o ataque. Os visitantes finalizaram pela primeira vez com perigo aos 11 minutos. Wesley ficou com a bola após escanteio e arriscou da entrada da área, mas à esquerda do gol de Fernando Prass.

No entanto, na primeira chance, o Vasco abriu o placar em São Januário, aos 13 minutos. Juninho Pernambucano cobrou falta na área, Alecsandro desviou, a bola bateu no zagueiro Gabriel e enganou o goleiro Márcio. O árbitro assinalou gol contra do defensor goiano.

Veja fotos da rodada do Brasileirão

Mesmo depois do gol, o Vasco seguiu melhor em campo e quase ampliou aos 17 minutos. Juninho Pernambucano cobrou falta e Márcio voou para salvar o Atlético-GO. Só que depois do lance, os cruzmaltinos diminuíram o ritmo e a partida ficou sendo disputada em ritmo mais lento. Somente nove minutos depois, os donos da casa chegaram novamente com perigo. Após cruzamento, Willian Barbio não alcançou e Diego Souza apareceu para tentar de voleio, mas para fora.

Depois disso, o confronto passou a ficar mais disputado, pois o Atlético-GO buscou mais o ataque. No entanto, o Vasco era mais objetivo e levava mais perigo quando chegava perto do gol. Aos 33 minutos, Willian Barbio recebeu a bola, entrou na área e chutou cruzado, mas o goleiro Márcio fez boa defesa. Quatro minutos depois, foi a vez de Juninho Pernambucano cobrar falta de longe e obrigar o arqueiro goiano a salvar os visitantes.

Nos minutos finais, o panorama da partida seguiu o mesmo. O Atlético-GO conseguiu criar sua melhor chance já nos acréscimos quando Marcos foi lançado pela direita, puxou para o meio e chutou para grande defesa de Fernando Prass. Com isso, o Vasco foi para o intervalo com a vantagem no placar.

Na etapa final, o Atlético-GO veio com uma postura mais ofensiva e por pouco não empatou logo aos três minutos. Felipe foi lançado na área e no momento de finalizar foi abafado por Fernando Prass, que salvou o Vasco. A resposta veio em seguida quando Juninho Pernambucano cobrou falta e Dedé quase marcou. Depois, o meia vascaíno tentou direto e parou em Márcio.

Os vistantes não se intimidaram e foram para cima. Aos sete minutos, Felipe recebeu na área e acertou o travessão de Fernando prass. No rebote, o atacante finalizou em cima da zaga cruzmaltina. Dois minutos depois, foi a vez de Wesley arriscar da entrada da área, mas colocar para fora. O Vasco buscava o ataque, mas errava muito e parecia preocupado em não sofrer o revés.

Após um período em que conseguiu manter o equilíbrio na partida, o Vasco voltou a ser pressionado. O Atlético-GO colocou outra bola na trave dos cariocas aos 28 minutos. Após cruzamento, o zagueiro Gílson apareceu livre e tocou na saída de Fernando Prass, mas acertou o poste esquerdo para desespero dos goianos. Quatro minutos depois, os cariocas responderam com Carlos Alberto, que foi lançado na área e finalizou, mas o goleiro Márcio salvou com a ponte do pé.

Nos minutos finais, o Vasco passou a se defender e viu o Atlético-GO desperdiçar uma chance incrível já nos acréscimos. Após cruzamento, o zagueiro Gabriel apareceu sozinho e finalizou em cima de Fernando Prass, que espalmou para o alto e teve que colocar a bola para fora antes dela entrar. Com isso, o Vasco saiu de campo com os três pontos, mas muito vaiado pela torcida presente.

FICHA TÉCNICA - VASCO-RJ 1 X 0 ATLÉTICO-GO
Local:
Estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 15 de julho de 2012, domingo
Hora: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Márcio Chagas da Silva (RS)
Assistentes: Thiago Gomes Brigido (CE) e José Eduardo Calza (RS)
Renda: R$ 204.730,00
Público: 6.526 pagantes
Cartões amarelos: Willian Barbio, Felipe e Dedé (Vasco); Marcos, Pituca, Diogo Campos e Eron (Atlético-GO)

GOLS
VASCO: Gabriel (contra), aos 13min do primeiro tempo

VASCO: Fernando Prass, Max (Diego Rosa), Dedé, Douglas e Thiago Feltri (William Matheus); Nilton, Juninho Pernambucano, Felipe e Diego Souza; William Barbio (Carlos Alberto) e Alecsandro
Técnico: Cristovão Borges

ATLÉTICO-GO: Márcio; Marcos, Gilson, Gabriel e Eron; Pituca (Ernandes), Marino, Joilson e Bida (Vanderlei); Wesley (Diogo Campos) e Felipe
Técnico: Jairo Araújo (interino)

Leia tudo sobre: VascoAtlético-GOBrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG