Tamanho do texto

Time de Campinas aproveitou o abatimento do rival, que perdeu o título da Copa do Brasil

O Coritiba teve alguns momentos bons no Moisés Lucarelli no primeiro tempo, mas mostrou que ainda sente o revés para o Palmeiras na final da Copa do Brasil. Desconcentrado e com erros graves na defesa na etapa complementar, o time paranaense sofreu neste sábado uma nova derrota, desta vez por 4 a 1 para a Ponte Preta , pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O destaque em campo foi o atacante Roger , autor de três gols. No primeiro tempo, o centroavante marcou com um chute de fora da área. Na etapa complementar, aproveitou a terrível falha de Sérgio Manoel para tocar na saída do goleiro Vanderlei e ainda fez mais um no fim, de perna esquerda. Ricardinho marcou o outro da Ponte Preta, enquanto Pereira descontou para o Coritiba.

A Ponte Preta termina o sábado, em função do triunfo, na sétima colocação, com 15 pontos. Obviamente, o time de Campinas pode perder posições neste domingo. O Coxa soma apenas sete e, com a vitória do Corinthians sobre o Náutico, está na zona de rebaixamento.

Veja a classificação do Campeonato Brasileiro

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, a Ponte Preta entra em campo na quarta-feira à noite contra o Náutico, em Recife. Já o Coritiba enfrenta na quinta-feira o Palmeiras, seu carrasco na Copa do Brasil, no Couto Pereira.

Jogadores da Ponte Preta celebram gol contra o Coritiba
Gazeta Press
Jogadores da Ponte Preta celebram gol contra o Coritiba

O Jogo

A Ponte Preta iniciou a partida disposta a aproveitar a apatia do rival pela perda da Copa do Brasil. Com sucessivas chances, a equipe chegou a acertar a trave de Vanderlei em finalização de Roger na área.

O Coritiba conseguiu se estabilizar a partir dos 20 minutos e passou a assustar o adversário. Na primeira chance, Everton Costa chutou com estilo na área e mandou por cima. Pouco depois, Roberto deu trabalho ao goleiro Roberto Volpato com um arremate de perna esquerda.

Aos 27 minutos, o Coxa amargou, todavia, a contusão do competente lateral esquerdo Lucas Mendes. Ao técnico Marcelo Oliveira, a solução foi colocar Júnior Urso em campo e improvisar o volante Willian no setor.

No melhor momento do Coritiba em campo, a Ponte Preta obteve o gol. Aos 36 minutos, o centroavante Roger buscou o jogo na intermediária e arriscou da meia esquerda: a bola, bem colocada, entrou no canto direito baixo de Vanderlei.

O Coritiba não se abateu com a desvantagem e igualou o placar depois de três minutos. Pereira aproveitou escanteio da esquerda batido por Roberto e se antecipou a Roberto Volpato para mandar a bola na rede da Ponte Preta.

Os gols deixaram o jogo eletrizante, com chances para os dois lados antes do intervalo. No Coxa, Ayrton exigiu grande defesa de Roberto Volpato em cobrança de falta da entrada da área. Na resposta da Ponte Preta, Nikão acertou o travessão em arremate dentro da área.

Para a etapa complementar, o Coritiba tentou aumentar a criatividade com a entrada de Lincoln no lugar de Everton Ribeiro, mas foi castigado. Com apenas três minutos, a Ponte marcou o segundo. Livre no lado esquerdo da área, Ricardinho foi acionado por Renê Júnior e tocou por cima de Vanderlei.

O Coritiba sentiu o golpe. Aos sete minutos, Sérgio Manoel era o último da defesa e bobeou na frente de Roger. Frio, o atacante da Ponte invadiu a área livre e tocou por baixo de Vanderlei para ampliar: 3 a 1.

Os 25 minutos finais apresentaram um jogo de conformismo para os dois lados. A Ponte Preta tinha a certeza da vitória perante a um rival sem chance de reação no gramado do Moisés Lucarelli. Para completar, o Coxa perdeu Gil no fim, expulso por falta violenta no meio-campo, e levou o quarto nos acréscimos, em uma bela finalização de Roger de perna esquerda. 

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 4 X 1 CORITIBA

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).
Data: 14 de julho de 2012, sábado
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha.
Assistentes: Cristhian Passos Sorence e Evandro Gomes Ferreira.
Renda: R$ 27.940,00
Público: 2.857 espectadores
Cartões amarelos: Gerônimo (Ponte Preta); Lucas Mendes, Roberto e Sérgio Manoel (Coritiba)
Cartão vermelho : Gil (Coritiba)
Gols:
PONTE PRETA: Roger, aos 36 minutos do primeiro tempo; Ricardinho, aos três, Roger, aos sete minutos do segundo tempo; Roger, aos 46 minutos do segundo tempo..
CORITIBA: Pereira, aos 39 minutos do primeiro tempo.

PONTE PRETA: Edson Bastos, Gerônimo (Somália), Tiago Alves, Ferron e João Paulo; Baraka, Ricardinho, Nikão (Marcinho) e Renê Júnior; Roger e André Luis (Rodrigo Pimpão)
Técnico: Gilson Kleina

CORITIBA: Vanderlei; Ayrton, Pereira, Emerson e Lucas Mendes (Júnior Urso); Willian, Sergio Manoel (Gil), Everton Ribeiro (Lincoln) e Rafinha; Roberto e Everton Costa.
Técnico: Marcelo Oliveira