Presidente do Comitê Olímpico diz que solução do caos aéreo nacional deve ser "prioridade"

O COI (Comitê Olímpico Internacional) e a Fifa (Federação Internacional de Futebol e Associados) resolveram se unir para pressionar as autoridades brasileiras para que promovam melhorias urgentes nos aeroportos do país. Tudo para assegurar que os torcedores possam chegar aos eventos esportivos no país - Copa do Mundo, em 2014 , e Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016 - sem grandes problemas.

Você acha que o Brasil viverá um caos aéreo durante a Copa e as Olimpíadas? Opine!

Jacques Rogge quer aliviar barra dos turistas
Getty Images
Jacques Rogge quer aliviar barra dos turistas

O presidente do COI, Jacques Rogge, deixa claro que, assim que os Jogos de Londres estiverem concluídos, vai focar as suas atenções em garantir que a infraestrutura de transporte seja garantida para a Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016. Afirmou que cobrará bastante as autoridades brasileiras.

VEJA:  Ipea diz que aeroportos não ficarão prontos e pede "plano B"

Em entrevista realizada nesta quinta-feira, Rogge insistiu que a prioridade do governo brasileiro terá de ser a de concluir as obras para os aeroportos do Rio de Janeiro e das cidades que receberão os jogos do torneio de futebol da Olimpíada.

MAIS:  Sedes prometem que estádios darão lucro após Copa

Para o belga, seria ainda cedo para tirar conclusões de eventuais erros que o Rio de Janeiro não poderia repetir em termos de falhas de Londres. Mas aposta em uma transferência da experiência entre as duas cidades e assegura que nem mesmo a troca de comando na direção dos Jogos de 2016 seria um obstáculo.

LEIA: Fifa defende uso de aeroportos militares durante a Copa de 2014

O que Rogge não deixa de alertar é para a situação dos aeroportos brasileiros, principalmente no Rio de Janeiro, e nas cidades que receberão o torneio olímpico de futebol. "Já deixamos claro às autoridades brasileiras que os aeroportos precisam ser melhorados", disse. "Isso deve ser uma prioridade", insistiu.

E MAIS: Copa de 2014 será "pesadelo logístico", diz jornal britânico

Segundo ele, tanto o COI quanto a Fifa tem se unido em fazer o mesmo lobby. Em ambas organizações, dirigentes sabem que o transporte aéreo será fundamental para a boa organização tanto da Copa em dois anos quanto dos Jogos em 2016.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.