Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Novo reforço do Corinthians tem medo de andar de avião e passado com polêmicas

Atacante peruano Paolo Guerrero colecionou alguns problemas durante sua passagem pelo futebol alemão

Mário André Monteiro - iG São Paulo | - Atualizada às

O Corinthians surpreendeu e acertou com seu primeiro reforço após a conquista da Copa Libertadores. Trata-se do atacante peruano Paolo Guerrero, de 28 anos de idade, e que defendeu a cores do Hamburgo na última temporada. Aliás, sua passagem pelo futebol alemão pode ser considerada boa, com gols, atuações convincentes, mas também com algumas polêmicas dentro e fora de campo.

Gostou da contratação de Guerrero? Comente a notícia com outros torcedores

Guerrero foi revelado pelo Alianza Lima e com apenas 18 anos de idade foi contratado pelo Bayern de Munique. No time bávaro, o atacante fez 44 jogos e anotou 13 gols. Em 2006, ele desembarcou no Hamburgo, onde começou como reserva e depois se firmou como titular. Na equipe do norte alemão, o peruano fez 179 partidas, com 51 gols marcados.

E MAIS: Após passar nos exames, Guerrero assina por três anos com o Corinthians

Pela seleção peruana, Guerrero tem 19 gols em 40 jogos. Ele foi o grande destaque na boa campanha da equipe na Copa América de 2011 e terminou a competição como artilheiro - 5 gols -, sendo que três deles foram anotados na vitória por 4 a 1 diante da Venezuela na disputa do 3º lugar.

AP
Guerrero tem 19 gols pela seleção do Peru

Os números são bons, mas alguns problemas acumulados nas duas últimas temporadas mancharam a imagem de Guerrero na Alemanha. Em 2010, o atleta jogou uma garrafa de água no rosto de um torcedor na arquibancada, sendo multado em 20 mil euros e suspenso por cinco partidas (veja o vídeo).

Neste ano, na segunda metade da Bundesliga, mais uma atitude dentro de campo lhe rendeu um longo gancho, dessa vez de oito partidas. No jogo contra o Stuttgart, Guerrero fez uma falta violenta no goleiro adversário e foi expulso de imediado pelo árbitro do duelo (veja o vídeo). O lance, inclusive, gerou discussão no país e foi cogitado até o pedido de prisão do jogador, já que a jogada poderia ser considerada uma agressão e ser julgada em âmbito criminal, não só esportivo.

Antes mesmo das polêmicas dentro de campo, Guerrero já havia criado confusão no Hamburgo por conta do seu medo obsessivo de andar de avião. Em janeiro de 2010, logo após a pausa de inverno da temporada alemã, o atleta passou férias no Peru e não retornou ao clube justamente pela sua aerofobia, que é o pavor de voar.

Leia mais sobre futebol germânico no Blog do Alemão

Após quatro tentativas fracassadas de pegar o avião, o peruano afirmou à imprensa do seu país que estaria disposto a vencer seu medo, que o fez descer de aeronaves quando estas já estavam na pista de decolagem do aeroporto de Lima, prontas para partir.

CONFIRA: Tite exige Corinthians com "elástico esticado" até o Mundial

"É algo que pode acontecer com qualquer pessoa e estou tentando me recuperar, porque preciso voltar à Alemanha para me reapresentar à equipe. Já me sinto muito melhor por causa do trabalho de reabilitação que tenho feito e em breve estarei voando", disse Guerrero na ocasião.

OUTRO REFORÇO? Corinthians atravessa Santos e pode acertar com Martínez

Guerrero já está em São Paulo e vai assinar contrato de três anos com o Corinthians. Sua apresentação oficial não está confirmada, mas deve acontecer nesta quinta à tarde. O atacante chega num momento em que o ataque do time passa por uma reformulação. Tite pediu pela chegada de um jogador com as características de Guerrero já que a permanência de Liedson não é garantida. O contrato do "Levezinho" se encerra no próximo dia 31 de julho.

Leia tudo sobre: HamburgoAlemanhaPaolo GuerreroCorinthiansFutebol Mundial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG