Técnico do Santos lamentou a perda de três atacantes nos últimos dias e elogiou o jogador de apenas 16 anos

O atacante Victor Andrade, de apenas 16 anos, fez a sua estreia como titular no time principal do Santos na vitória sobre o Grêmio, por 4 a 2 , no último domingo, na Vila Belmiro. O jovem não marcou gol, mas teve uma atuação regular e saiu de campo elogiado pelo técnico Muricy Ramalho.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Muricy elogiou Vitor Andrade, mas tem receio de 'queimar' os garotos
AE
Muricy elogiou Vitor Andrade, mas tem receio de 'queimar' os garotos

Para o treinador, Victor mostrou empenho durante todo o tempo em que esteve em campo - o jogador foi substituído aos 18 minutos do segundo tempo. Apesar disso, Muricy destacou que o atacante precisa melhorar.

Leia mais:  Santos e grupo de investidores se reúnem nesta quarta para negociar Ganso

"O Victor Andrade ainda é um menino e tem um monte de defeitos, como o arremate, por exemplo. Por isso, nós estamos insistindo para ele melhorar. Contra o Grêmio ele lutou, marcou e ajudou muito. Só que nós pretendemos educá-lo mais aqui no profissional, Na base, ele é o ‘estrela’, o ‘fera’. Aqui, nós estamos mostrando como é a realidade", discursou o comandante santista.

Na análise sobre o desempenho de Victor Andrade, Muricy Ramalho deixou claro que a falta de opções tem feito com que ele precipite a entrada de garotos na equipe. "Ele está entendendo o que nós queremos passar, só que ele ainda está muito ‘verde’. Nesse momento, é difícil. Mas o Victor está de parabéns pelo que fez. Quando você não faz diferença na parte técnica, precisa ajudar na parte física. E ele se empenhou bastante", ponderou.

Confira ainda:  Elano chega ao Grêmio e já corneta arbitragem pró-Santos: "Gols irregulares"

A reclamação de Muricy tem como principal razão o fato de que, com a saída de Neymar para a preparação da seleção brasileira, visando a disputa dos Jogos Olímpicos de Londres, apenas Victor Andrade, Geuvânio e Dimba, que se recupera de lesão, são os atacantes do elenco. O argentino Miralles, que chegou nesta segunda-feira e fez exames médicos, caso tenha a sua situação regularizada, deve ser mais uma peça e, inclusive, pode ser a novidade contra o Internacional-RS, domingo, no Beira-Rio.

"Perdemos três centroavantes de uma vez (Alan Kardec, Renteria e Borges). Além deles, dois meias, dos melhores do país, que também não estão aqui (Ganso, em litígio com o clube e na Seleção, enquanto Elano foi para o Grêmio). Por causa disso, nós estamos lançando jogadores quando não se deve, porque é um momento ruim do Santos. Mas temos que lançá-los porque não tem outros", comentou.

E mais:  Miralles chega, faz exames e deve ser anunciado até quarta pelo Santos

O técnico alvinegro espera que a direção busque novas alternativas no mercado e reforce o grupo o mais rápido possível. "Temos que continuar trabalhando, porque o Brasileirão é um campeonato duro, difícil. E a diretoria precisa ter consciência de que esses reforços são necessários. Desta forma, estamos ‘apertando’ eles para que a velocidade das coisas aumente. O futebol não espera", arrematou.

O atacante Juan Martínez, do Vélez Sarsfield (Argentina), está negociando com o Santos e novidades podem surgir nas próximas horas à respeito. Mesmo com o interesse de Atlético-MG e Corinthians, o destino de Burrito deve ser mesmo a Vila Belmiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.