Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sob aplausos de Seedorf, Botafogo derrota o Bahia por 3 a 0

Cidinho, duas vezes, e Elkeson marcaram os gols que levaram os cariocas aos 12 pontos, na sexta posição. Já os baianos permaneceram com sete pontos, perto da zona de rebaixamento

Gazeta | - Atualizada às

Futura Press
Elkeson comemora com Renato após receber belo passe do companheiro e marcar um golaço

Em uma noite de festa no Estádio do Engenhão, o Botafogo apresentou, neste sábado, o meia Clarence Seedorf, sua principal contratação para a temporada. E se depender do que viu em campo, o holandês tem bons motivos para ficar otimista. Mesmo sem ser brilhante, o Glorioso derrotou o Bahia por 3 a 0 na abertura da oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Sob os aplausos do craque nascido em Suriname, Cidinho, duas vezes, e Elkeson marcaram os gols que levaram os cariocas aos 12 pontos, na sexta posição. Já os baianos permaneceram com sete pontos, flertando com a zona de rebaixamento.

Confira a classificação do Brasileirão

As duas equipes ainda se acertavam em campo quando o Botafogo conseguiu abrir o marcador aos seis minutos. Márcio Azevedo fez grande jogada individual pela esquerda e cruzou para Cidinho, livre de marcação, cabecear sem chances para o goleiro Marcelo Lomba. O sistema defensivo baiano falhou no lance, já que o apoiador alvinegro sequer precisou pular para tocar na bola.

O lance acabou tranquilizando o Botafogo, mas tornou o jogo monótono, já que o Alvinegro tocava a bola esperando o melhor momento de atacar, enquanto que o Bahia encontrava dificuldades para criar. Aos 18 minutos a monotonia foi quebrada de forma negativa. Em uma dividida no meio-de-campo, o atacante Souza, que traz dos tempos de Flamengo a rivalidade com o Glorioso, acertou o rosto de Antônio Carlos. O árbitro Raphael Claus errou ao advertir os dois atletas com o cartão amarelo, poupando o artilheiro de uma expulsão precoce.

Veja fotos da oitava rodada do Brasileirão:

A ação de Souza fez a vontade dos dois times aumentar e o Bahia quase empatou aos 35 minutos, quando Fahel se aproveitou de uma falta de atenção da defesa botafoguense para receber na área e chutar para boa defesa do goleiro Jéfferson. O Glorioso respondeu seis minutos depois, em cobrança de falta de Andrezinho, que Marcelo Lomba se esticou todo para evitar que a bola entrasse.

Quando tudo indicava que a partida iria sem maiores novidades para o intervalo o Botafogo conseguiu ampliar aos 45 minutos. Cidinho recebeu na entrada da área, arriscou o chute e a bola desviou em Titi e enganou Marcelo Lomba.

Na volta para o segundo tempo, percebendo o nervosismo de seu atacante, o técnico Paulo Roberto Falcão tirou Souza e colocou Jones Carioca em campo. Porém, mais uma vez, quando o Bahia buscava se acertar o Botafogo marcou um gol no início. Aos dois minutos, após boa jogada trabalhada do ataque anfitrião, Renato tocou e Elkeson, em chute de primeira, marcou um golaço.

Aos 22 minutos mais um erro grosseiro da arbitragem. Lucas cruzou, Titi e Marcelo Lomba se chocaram e Cidinho escorou para o fundo da rede. Raphael Claus, equivocadamente, anotou falta e paralisou a jogada, anulando o gol legítimo do Botafogo.

O Botafogo seguia pressionando apesar da vantagem. Aos 24 minutos o time ficou trocando passes por quase um minuto, até que Márcio Azevedo avançou pela esquerda e cruzou para Elkeson cabecear e Marcelo Lomba salvar com os pés. No minuto seguinte, Vítor Júnior cruzou e Elkeson voltou a cabecear para a defesa do arqueiro baiano.

Nos minutos finais o que se viu foi o Botafogo tocar a bola com autoridade, sob os gritos de "olé" de sua torcida e diante de um apático Bahia, que pelo que mostrou neste sábado vai dar muito trabalho a Paulo Roberto Falcão. Em compensação, Seddorf, que viu o jogo ao lado de ídolos do passado alvinegro como Gonçalves e Jairzinho, deve ter deixado o Engenhão bem impressionado.

O Botafogo volta a campo na próxima quarta-feira, às 19h30(de Brasília), quando faz jogo reprogramado da sétima rodada contra o Corinthians, no Pacaembu, em São Paulo (SP). Já o Bahia no próximo domingo, às 16h(de Brasília), encara o Flamengo no Estádio Pituaçu, em Salvador (BA).

FICHA TÉCNICA - BOTAFOGO 3 X 0 BAHIA

Local: Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 7 de julho de 2012, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Marcelo Van Gasse (Fifa-SP) e João Chaves (SP)
Cartões amarelos: Antônio Carlos, Elkeson e Jadson (Botafogo) e Souza, Titi, Elias, Hélder, Danny Morais (Bahia)

Gols - BOTAFOGO: Cidinho aos 6 e aos 45 minutos do 1º Tempo e Elkeson aos 2 minutos do 2º Tempo

BOTAFOGO: Jéfferson, Lucas, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Lucas Zen, Renato, Andrezinho, Vítor Júnior (Sassá) e Cidinho (Fellype Gabriel); Elkeson (Jadson)
Técnico: Oswaldo de Oliveira

BAHIA: Marcelo Lomba, Fabinho, Danny Morais, Titi e Hélder; Fahel, Kléberson, Gabriel e Mancini; Elias (Lulinha) e Souza (Jones Carioca)
Técnico: Paulo Roberto Falcão

Leia tudo sobre: BotafogoBahiaSeedorfBrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG