Cidinho, duas vezes, e Elkeson marcaram os gols que levaram os cariocas aos 12 pontos, na sexta posição. Já os baianos permaneceram com sete pontos, perto da zona de rebaixamento

Elkeson comemora com Renato após receber belo passe do companheiro e marcar um golaço
Futura Press
Elkeson comemora com Renato após receber belo passe do companheiro e marcar um golaço

Em uma noite de festa no Estádio do Engenhão, o Botafogo apresentou, neste sábado, o meia Clarence Seedorf , sua principal contratação para a temporada. E se depender do que viu em campo, o holandês tem bons motivos para ficar otimista. Mesmo sem ser brilhante, o Glorioso derrotou o Bahia por 3 a 0 na abertura da oitava rodada do Campeonato Brasileiro . Sob os aplausos do craque nascido em Suriname, Cidinho, duas vezes, e Elkeson marcaram os gols que levaram os cariocas aos 12 pontos, na sexta posição. Já os baianos permaneceram com sete pontos, flertando com a zona de rebaixamento.

Confira a classificação do Brasileirão

As duas equipes ainda se acertavam em campo quando o Botafogo conseguiu abrir o marcador aos seis minutos. Márcio Azevedo fez grande jogada individual pela esquerda e cruzou para Cidinho, livre de marcação, cabecear sem chances para o goleiro Marcelo Lomba. O sistema defensivo baiano falhou no lance, já que o apoiador alvinegro sequer precisou pular para tocar na bola.

O lance acabou tranquilizando o Botafogo, mas tornou o jogo monótono, já que o Alvinegro tocava a bola esperando o melhor momento de atacar, enquanto que o Bahia encontrava dificuldades para criar. Aos 18 minutos a monotonia foi quebrada de forma negativa. Em uma dividida no meio-de-campo, o atacante Souza, que traz dos tempos de Flamengo a rivalidade com o Glorioso, acertou o rosto de Antônio Carlos. O árbitro Raphael Claus errou ao advertir os dois atletas com o cartão amarelo, poupando o artilheiro de uma expulsão precoce.

Veja fotos da oitava rodada do Brasileirão:

A ação de Souza fez a vontade dos dois times aumentar e o Bahia quase empatou aos 35 minutos, quando Fahel se aproveitou de uma falta de atenção da defesa botafoguense para receber na área e chutar para boa defesa do goleiro Jéfferson. O Glorioso respondeu seis minutos depois, em cobrança de falta de Andrezinho, que Marcelo Lomba se esticou todo para evitar que a bola entrasse.

Quando tudo indicava que a partida iria sem maiores novidades para o intervalo o Botafogo conseguiu ampliar aos 45 minutos. Cidinho recebeu na entrada da área, arriscou o chute e a bola desviou em Titi e enganou Marcelo Lomba.

Na volta para o segundo tempo, percebendo o nervosismo de seu atacante, o técnico Paulo Roberto Falcão tirou Souza e colocou Jones Carioca em campo. Porém, mais uma vez, quando o Bahia buscava se acertar o Botafogo marcou um gol no início. Aos dois minutos, após boa jogada trabalhada do ataque anfitrião, Renato tocou e Elkeson, em chute de primeira, marcou um golaço.

Aos 22 minutos mais um erro grosseiro da arbitragem. Lucas cruzou, Titi e Marcelo Lomba se chocaram e Cidinho escorou para o fundo da rede. Raphael Claus, equivocadamente, anotou falta e paralisou a jogada, anulando o gol legítimo do Botafogo.

O Botafogo seguia pressionando apesar da vantagem. Aos 24 minutos o time ficou trocando passes por quase um minuto, até que Márcio Azevedo avançou pela esquerda e cruzou para Elkeson cabecear e Marcelo Lomba salvar com os pés. No minuto seguinte, Vítor Júnior cruzou e Elkeson voltou a cabecear para a defesa do arqueiro baiano.

Nos minutos finais o que se viu foi o Botafogo tocar a bola com autoridade, sob os gritos de "olé" de sua torcida e diante de um apático Bahia, que pelo que mostrou neste sábado vai dar muito trabalho a Paulo Roberto Falcão. Em compensação, Seddorf, que viu o jogo ao lado de ídolos do passado alvinegro como Gonçalves e Jairzinho, deve ter deixado o Engenhão bem impressionado.

O Botafogo volta a campo na próxima quarta-feira, às 19h30(de Brasília), quando faz jogo reprogramado da sétima rodada contra o Corinthians, no Pacaembu, em São Paulo (SP). Já o Bahia no próximo domingo, às 16h(de Brasília), encara o Flamengo no Estádio Pituaçu, em Salvador (BA).

FICHA TÉCNICA - BOTAFOGO 3 X 0 BAHIA

Local: Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 7 de julho de 2012, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Marcelo Van Gasse (Fifa-SP) e João Chaves (SP)
Cartões amarelos: Antônio Carlos, Elkeson e Jadson (Botafogo) e Souza, Titi, Elias, Hélder, Danny Morais (Bahia)

Gols - BOTAFOGO: Cidinho aos 6 e aos 45 minutos do 1º Tempo e Elkeson aos 2 minutos do 2º Tempo

BOTAFOGO: Jéfferson, Lucas, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Lucas Zen, Renato, Andrezinho, Vítor Júnior (Sassá) e Cidinho (Fellype Gabriel); Elkeson (Jadson)
Técnico: Oswaldo de Oliveira

BAHIA: Marcelo Lomba, Fabinho, Danny Morais, Titi e Hélder; Fahel, Kléberson, Gabriel e Mancini; Elias (Lulinha) e Souza (Jones Carioca)
Técnico: Paulo Roberto Falcão

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.