Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ceará arranca empate do Criciúma em jogo marcado por confusão

Lance que gerou o segundo gol cearense e a briga entre jogadores e membros da comissão técnica roubam a cena na partida

Gazeta |

Uma partida marcada mais pelas confusões dentro de campo do que pelo resultado em si. Este foi o duelo entre Ceará e Criciúma, nesta sexta-feira, no Presidente Vargas. O time nordestino arrancou um empate nos minutos finais e se livrou da derrota ao conseguir a igualdade por 2 a 2. Entretanto, o lance que gerou o segundo gol cearense e a briga entre jogadores e membros da comissão técnica roubaram o brilho da noite.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Futura Press
Romário e Robert disputam a posse de bola


Após chegar ao empate, o Ceará passou a ser acusado pelos jogadores adversários de ter cometido um ato anti-desportivo. O Criciúma esperava que os donos da casa devolvessem a bola em um ato de fair play, enquanto o adversário prosseguia com sua jogada. No fim, uma confusão que envolveu até policiais no centro do gramado e cartões vermelhos por todos os lados determinaram o encerramento da partida com 55 minutos.

Confira a classificação da Série B

Com 22 pontos conquistados nas nove partidas disputadas, o Criciúma segue na liderança isolada, mas poderá ser alcançado por seus concorrentes diretos neste fim de semana. O Ceará, por sua vez, segue sua irregular campanha e aparece na zona intermediária, com apenas 12 pontos. Na próxima rodada, o time catarinense enfrentará o Boa Esporte, enquanto o Ceará medirá forças com o América-RN.

O Jogo

O Criciúma não deixou o seu adversário respirar desde o início da partida. Logo aos nove minutos, a equipe chegou bem ao ataque com Válber e Fernando Henrique precisou se esticar todo para evitar o primeiro dos visitantes. Entretanto, o arqueiro não conseguiu impedir a conclusão do jogador após belo passe de calcanhar de Douglas. Livre de marcação, Válber fuzilou as redes e inaugurou o marcador.

Leia também: Avaí supera ineficiência no ataque e bate o ASA dentro da Ressacada

O Ceará esboçou uma resposta com Apodi, aos 14 minutos, mas o goleiro Douglas Leite estava bem posicionado para espalmar o chute para longe. A equipe ainda teve outras duas boas chances de igualar a partida e desperdiçou a sua principal chance aos 30 do primeiro tempo. Romário recebeu cruzamento na frente do gol e furou para o desespero da torcida cearense.

Ineficiente no ataque, o Vozão foi castigado aos 36 minutos. Com nova intervenção de Douglas Leite no lance anterior, o Criciúma se viu obrigado a converter sua posse de bola em chances de gol e partiu para cima dos donos da casa. Carregando a bola consigo, Kléber invadiu a área e se livrou da marcação com facilidade. O atleta buscou o ângulo de Fernando Henrique e soltou a bomba para ampliar a vantagem dos líderes da Série B.

Veja ainda: Joinville marca gol relâmpago e goleia Barueri por 4 a 0

O gol acalmou os ânimos do Ceará na partida e diminui de forma considerável o volume de jogo dos anfitriões. Mesmo com o apito do árbitro e a ida das equipes para os vestiários, o Alvinegro se manteve apático no meio-campo e foi facilmente dominado pelo Criciúma.

Tranquilo com a vantagem aberta no primeiro tempo, o Tigre apenas segurou o ímpeto adversário na sua intermediária e impediu que a equipe chegasse ao ataque com qualidade. Mesmo com os seguidos erros induzidos pelos defensores catarinenses, o Ceará conseguiu se redimir com o seu torcedor e descontou com Itamar, aos 20 minutos. O atleta recebeu cruzamento de Eusébio e subiu sozinho para cabecear sem chances de defesa para o goleiro Douglas Leite.

O bom momento encontrado pelo Ceará na partida fez com que o time exercesse uma grande pressão sobre o seu adversário. Aos 42 minutos, o goleiro catarinense conseguiu salvar o chute de Itama dentro da área, mas o chute de Rogerinho da intermediária passou pelo arqueiro e balançou as redes dos visitantes. Inconformados, os jogadores do Criciúma foram para cima do árbitro exigindo a prática do fair play, enquanto os do Vozão rebatiam as críticas. O resultado foi uma batalha campal que precisou da intervenção da polícia para conter os ânimos das duas partes.

Após o fim da confusão, o juiz saiu distribuindo cartões vermelhos antes de dar prosseguimento ao jogo. Daniel Marques, do Ceará, e Lins, do Criciúma, foram colocados para fora do campo e não viram a partida ser extendida até os 55 minutos. Com a confusão controlada, o árbitro encerrou o jogo no Presidente Vargas, determinando o acréscimo de um ponto para cada lado na tabela de classificação.

Leia tudo sobre: CearáCriciúmasérie b 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG