Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Milton Cruz usa renegados por Leão e ganha 'auxiliares' no banco

Treinador interino promove mudanças, dá chances a vários jogadores e usa amizade com o elenco para comandar

Gazeta |

Francisco De Laurentiis
Milton Cruz

Emerson Leão foi demitido do São Paulo por não saber usar um elenco que Juvenal Juvêncio considera competitivo. Uma das reclamações era de que raramente usava mais do que quatro reservas, até repetindo substituições. Isso, até agora, foi corrigido por Milton Cruz, dono de tanto apoio do elenco que até quem fica no banco o tem ajudado.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Os jogadores que ficaram no banco viram algumas coisas e me passaram", contou o coordenador técnico ao falar dos detalhes de seu primeiro jogo como interino depois da saída de Leão, na vitória sobre o então líder Cruzeiro no sábado, em Belo Horizonte. Naquela partida, o ex-atacante já promoveu uma revolução na escalação.

Leia mais: Julgado, Luis Fabiano desfalca o São Paulo por apenas mais um jogo

Após ter transformado antigos renegados como Edson Silva, Maicon e, principalmente, João Filipe como titular, Milton Cruz avisa que pode escalar Bruno Uvini ou Luiz Eduardo no domingo, contra o Coritiba, se Rhodolfo não estiver recuperado de contratura na coxa esquerda. Ao contrário de Leão, se recusa a definir Willian José como substituto imediato de Luis Fabiano, abrindo espaço também para outras opções táticas.

"A qualquer momento, qualquer um pode entrar na equipe. Não tenho preferência. Quem estiver bem e se empenhar, vai ter oportunidade. Ninguém está descartado", afirmou o coordenador técnico, que chegou a chorar depois da vitória de sábado por, além de conquistar três pontos, ver os jogadores seguirem sua estratégia.

Veja também: Milton Cruz insiste que Juvenal não mexe no time: "Meu auxiliar é Deus"

"Foi pelo momento, conversamos, lembrei alguns momentos, o Rogério pôde estar lá conosco... A emoção veio pela vitória com os jogadores cumprindo tudo direitinho com força de vontade, espírito de luta e dedicação. Isso te deixa emocionado", relatou.

E ainda: Rogério Ceni evolui em treinos e vê 'retorno próximo'

O que Milton Cruz se recusa a fazer publicamente é criticar o antigo treinador. "Com o Leão, os jogadores também se empenhavam", afirmou, sem se incomodar em usar a amizade com o elenco de forma mais prática em campo até um novo técnico ser contratado. "Se não tiver outro treinador, vou até quando tiver que ir", assegurou.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG