Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ídolo de Palmeiras e Coritiba, Alex declara torcida aos paranaenses

Meia do Fenerbahçe disse que tem "carinho enorme" pelo Palmeiras, mas torcerá pelo time que o revelou

Gazeta |

Getty Images
No Brasil, Alex (f) é ídolo de Coritiba, Cruzeiro e Palmeiras

O meia Alex está marcado nas histórias recentes de Coritiba e Palmeiras. Apesar de ter iniciado a carreira pelo time paranaense, o jogador ganhou notoriedade em âmbito internacional pelo clube paulista, ajudando nas conquistas da Libertadores e da Copa do Brasil. Agora, o ídolo alviverde vê os dois times em uma decisão de título e manifesta a preferência pela conquista paranaense.

Deixe seu recado e comente a notícia om outros torcedores

"Tenho um carinho enorme pelo Palmeiras e pelo palmeirense, mas sou sempre Coxa. Caso o Palmeiras vença, vou dar os parabéns, porque ninguém ganha títulos sem méritos. Os dois têm condições. Espero que o melhor nos 180 minutos saia campeão e possa chegar a mais uma Libertadores", declara o meio-campista, em entrevista por e-mail.

Leia mais: Buscando "maior conquista da carreira", Assunção cogita até adiar aposentadoria

O jogador, que está há oito anos no Fenerbahçe, estreou entre os profissionais do time paranaense em 1995 e permaneceu no clube até 1997, quando foi transferido ao Palmeiras por US$ 2,8 milhões. "Fui feliz nos dois times, claro que em momentos distintos", recorda.

Veja também: Direção do Palmeiras tenta melhorar acesso de torcedores à Arena Barueri

Pelo Coritiba, Alex não conseguiu levantar um troféu de expressão, mas fica satisfeito com o momento atual do clube. Sempre que volta ao Brasil de férias, o meia tenta marcar presença no Couto Pereira e não se surpreende por observar o time do coração pelo segundo ano consecutivo em uma decisão de Copa do Brasil."A organização (é o trunfo). O clube está muito bem estruturado e com uma parte administrativa caminhando a passos largos para o futuro. Dentro de campo, tem uma equipe muito organizada. É um clube com tendência a muito crescimento nos próximos anos", avalia o jogador, que disputou 124 partidas pelo time.

E ainda: Henrique pega um jogo de suspensão e pode atuar na segunda partida da final

Já no Palmeiras, o camisa 10 participou de um período de glórias, pois foi titular justamente na conquista da única Copa do Brasil da história do clube, em 1998. Na temporada seguinte, o atleta teve desempenho fundamental no título da Libertadores. Mesmo assim, Alex avisa que o elenco nunca está livre de cobrança, ainda mais neste jejum de 12 anos sem triunfos nacionais (o último foi na Copa dos Campeões de 2000).

"A pressão no Palmeiras é permanente, sempre existiu e hoje é bem latente, principalmente pelo fato de ser um clube forte e ganhador, que agora tem a chance de quebrar um jejum de mais de dez anos", argumenta o meia, carregando no currículo 243 jogos pelo Verdão (78 gols).

Diante do que analisa das equipes dos técnicos Marcelo Oliveira e Luiz Felipe Scolari, Alex não se atreve a apontar um favorito para a final desta Copa do Brasil, que tem o primeiro jogo na noite desta quinta, na Arena Barueri.

"Nenhuma equipe está em vantagem, as duas chegam motivadas, principalmente por terem vencido bem a semifinal. É uma final aberta em que não vejo vantagem e favoritismo para ninguém", conclui.

Leia tudo sobre: palmeirascoritibaalexcopa do brasilfenerbahçe

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG