Técnico do Santos elogia filosofia de "gastar o que arrecada" mas diz que por isso clube tem dificuldades financeiras para contratar

Muricy sabe que os R$ 8 mi pedido pelo Vélez por Martínez podem dificultar a contratação
AE
Muricy sabe que os R$ 8 mi pedido pelo Vélez por Martínez podem dificultar a contratação

Tentando se recuperar do baque da eliminação para o Corinthians , nas semifinais da Copa Libertadores da América , e com um início ruim de Campeonato Brasileiro , o Santos tenta encontrar novas peças para reforçar o seu elenco. O técnico Muricy Ramalho , por exemplo, espera o resultado da investida por Juan Martínez, atacante do Vélez Sarsfield (Argentina), mas sabe que as dificuldades financeiras enfrentadas pelo clube podem atrapalhar a negociação.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Toda a vez que tentamos contratar um jogador e vamos competir com outro time, a situação se complica. Isto porque nós não temos condição nenhuma de fazer isso. Estamos com dificuldades no lado financeiro", disse Muricy, ciente de que o valor de US$ 4 milhões (cerca de R$ 8 milhões) pretendido pelo Vélez pode comprometer a possível ida de Martínez para a Vila Belmiro.

Leia mais: Por Martínez, dirigentes do Santos viajam para negociar com o Vélez

"O Santos tem a estratégia de gastar aquilo que ele arrecada, o que para mim está certo. É a filosofia de trabalho do clube. Então, vamos continuar buscando atletas que possam se encaixar dentro da nossa possibilidade. Outras equipes estão mais fortes do que a gente na parte financeira", comentou.

A negociação para trazer Juan Martínez fica ainda mais complicada pelo fato de a Teisa (Terceira Estrela Investimentos S.A), empresa de sócios, conselheiros e pessoas ligadas ao presidente Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, não ter demonstrado interesse no atacante argentino. O grupo, que ajudou os santistas nas contratações de Arouca, Elano, Henrique e Ibson, não acredita que teria retorno financeiro com Martínez, de 26 anos de idade.

Veja também: Encostado no Santos, Fábio Costa pede reconhecimento e quer jogar

Além disso, a concorrência de clubes do futebol europeu pelo jogador podem atrapalhar o andamento das conversas com o Fortín . Times da Espanha, Itália e Rússia têm interesse em Juan Martínez. Fora do Velho Continente, equipes da China e do Qatar também sondaram Carlos Martínez, pai e empresário do atacante.

Contudo, o interesse do atleta pode facilitar a transação. O salário de aproximadamente R$ 160 mil mensais pretendido por Juan Martínez é considerado compatível com a atual realidade econômica do Santos.

E ainda: Santos muda estratégia e desiste de procurar Ganso

O vice-presidente, Odílio Rodrigues, e o superintendente de futebol do clube, Felipe Faro, estiveram reunidos com dirigentes do Vélez Sarsfield nesta segunda-feira. Uma reunião com o pai do atacante também estava prevista, mas como o Santos ainda precisa acertar valores com o Fortín , a conversa foi adiada. Sendo assim, os dirigentes santistas retornaram ao Brasil no final da noite de segunda.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.